Feira de Garvão dá força ao mundo rural

Feira de Garvão dá

A festa está de regresso a Garvão, que a partir desta sexta-feira, 6 de Maio, recebe um programa intenso de actividades equestres, música e bailes, uma corrida de toiros e a componente tradicional de feira franca onde não faltará uma alargada oferta de produtos regionais.
“As expectativas são altas! A Feira de Garvão é uma feira centenária e é a verdadeira feira do mundo rural. Ainda é a feira onde os vários agentes do mundo rural se encontram e têm negócios”, explica ao “CA” Marcelo Guerreiro, presidente da Câmara Municipal de Ourique que, em parceria com a União de Freguesias de Garvão e Santa Luzia, organiza o evento.
“Temos vindo a modernizar a Feira de Garvão, criando melhores infra-estruturas e melhores condições, mas nunca deixando para trás esta parte da componente rural e da verdadeira característica que a distingue das outras feiras, que é a ruralidade. Por isso esta é uma feira ímpar no país”, acrescenta.
A iniciativa arranca esta sexta-feira, 6, com equitação livre (10h00) e um encontro de produtores de raça garvonesa (13h00). Durante a tarde há uma gala equestre e a noite está reservada para a dança, com música de Emanuel Martins e um concerto com a popular Maria Lisboa.
No sábado, 7, está programado um leilão de suínos reprodutores de raça alentejana (11h00) e, depois do almoço, decorrerá o III Derby de Atrelagem da Região Sul. A tarde será ainda marcada pela realização da tradicional corridade de toiros, que junta os cavaleiros Luís Rouxinol, Tito Semedo e Sónia Matias. Os três lidarão toiros da Herdade de Camarate e Varela Crujo, que serão pegados pelos forcados de Cascais e do Ribatejo.
A noite de sábado está reservada para um espectáculo com o grupo Os Saramagos e outro com os Sons do Minho. O baile será com Rui Soares e Lau.
O último dia da feira (domingo, 8) volta a ter espaço para o Conscurso de Rafeiro Alentejano e uma demonstração de Dressage, Volteio e Salto de Obstáculos apresentada pela Associação de Cavaleiros Vila Negra (Almodôvar). Durante a tarde há para ver (e ouvir) o programa da TVI “Somos Portugal” e a feira terminará com um concerto de Pedro Mestre e Campaniça Trio.
Com uma programação muito intensa, a Feira de Garvão assume-se como “lugar de romaria” de milhares de pessoas que procuram o divertimento mas, ao mesmo tempo, um espaço de promoção do mundo rural.
Segundo o presidente da Câmara de Ourique, a feira “continua a ser um momento em que os agricultores se encontram” e onde “continua a existir um cariz de negócio muito grande”.
“E essa é a nossa grande aposta para esta feira: continuar a manter a característica tradicional da feira, garantindo que continua a ter uma importância económica grande, mas também uma componente de divulgação e de preservação do mundo rural muito importante para a nossa estratégia de afirmação e de promoção do concelho de Ourique”, assinala Marcelo Guerreiro.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima