Bombeiros Voluntários de Odemira levantam ameaça de paralisação

Bombeiros Voluntários de Odemira levantam ameaça de paralisação

A direcção dos Bombeiros de Odemira levantou esta quinta-feira, 23, a ameaça de paralisar o transporte de doentes e os serviços de emergência, depois de o Agrupamento de Centros de Saúde (ACS) ter pago uma dívida que tinha à corporação.
“O ACS do Litoral Alentejano entregou-nos 64 mil euros de três meses” de serviços prestados, ficando em falta “66 mil de um total de 130 mil euros que estava em atraso”, adiantou à Agência Lusa o presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Odemira, Augusto Inácio Maria.
De acordo com o dirigente da corporação, o valor pago pelo ACS do Litoral Alentejano é referente aos serviços prestados pelos Bombeiros de Odemira nos meses de Julho, Agosto e Setembro de 2011.
Augusto Maria Inácio indicou ainda que "entre as 18h00 de quarta-feira, 22, e as 09h00" de quinta-feira "não havia combustível da bomba do quartel”, mas os veículos da corporação não chegaram a parar “por um triz”, porque “tinham os depósitos abastecidos”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima