Os meandros (negros) do futebol português

Sexta-feira, 10 Julho, 2015

Carlos Pinto

director do correio alentejo

Houve quem escrevesse que “o futebol é o ópio do povo”. Um mero desporto capaz de gerar paixões exacerbadas e ódios descabidos. Um jogo vivido com paixão e sentimentalismo, onde a alegria e a euforia podem dar lugar à desilusão e frustração no espaço de míseros minutos. O futebol é tudo isto. É a “verdeira recuperação semanal da infância”, como escreveu Javier Marias, escritor espanhol e fervoroso adepto do Real Madrid. Mas o futebol é também, cada vez mais, um “antro” mal frequentado, feito de negócios paralelos e esquemas de antanho.
Veja-se o caso português ao mais alto nível: há dirigentes arguidos, outros em prisão domiciliária, alguns até já condenados. Isto sem esquecer aqueles que levaram clubes à falência ou os casos de comissões pagas “por debaixo da mesa”. E claro, os negócios mirabolantes envolvendo milhões e milhões de euros, pagos sabe-se lá por quem num país onde a economia é pouco mais que frágil e a capacidade de gerar receitas é um exclusivo de poucos.
Tudo isto faz com seja indispensável que as autoridades competentes não passem ao lado do que vai acontecendo fora das quatro linhas. Sob pena da paixão pelo futebol ceder ao peso da acção ilegal dos que dela se aproveitam para “facturar”.

[B]A ameaça chinesa[/B]
Durante a semana muito se tem falado, escrito e opinado sobre a Grécia e os efeitos do referendo do passado domingo. Um autêntico frenesim que fez com que poucos dessem pela crise económica que está à beira de “explodir” na China, onde a bolsa caiu mais de 30% só na terça-feira. Porque se em 2008 a falência de um banco privado de investimento norte-americano devastou toda a economia mundial, é bom ter presente que a China é hoje a segunda potência económica do mundo. E Portugal deve ainda ter mais cuidado, não fossem os chineses já donos da sua principal empresa (a EDP) e da maior seguradora, além de se prepararem para comprar o principal banco…

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Em Destaque

Últimas Notícias

Role para cima