De quem é a responsabilidade?

Quinta-feira, 10 Janeiro, 2019

Carlos Pinto

director do correio alentejo

Primeira página do jornal mais lido em Portugal, dia 9 de Janeiro de 2018: “Caos na Saúde – Idosos com fome e frio enchem hospitais”. A chamada de capa tinha ainda um antetítulo: “Desnutridos e em hipotermia”. A notícia tem, obviamente, que ver com a chegada “a sério” do Inverno a Portugal, com baixas temperaturas e muita humidade. Todos os anos assim é e todos os anos este tipo de “parangonas” se repete.
Por isso mesmo, esta situação deve exigir de todos uma série reflexão. Sobretudo pela descrição feita dos idosos que se apresentam, em muitos casos apenas acompanhados pelos bombeiros, nas Urgências das unidades hospitalares espalhadas pelo país: “Com fome e com frio”. Pior, “desnutridos e em hipotermia”! É este quadro que nos deve suscitar as questões: Porquê? De quem é a responsabilidade?
Seguramente que a resposta não deve ser fácil de dar, mas também não pode ser de ânimo leve que aceitamos esta realidade. Onde estão as famílias ou amigos próximos destas pessoas? Onde estão as IPSSs das suas terras? É que todos nós, enquanto comunidade, somos “herdeiros” destas pessoas. Foram elas que construíram a sociedade em que hoje vivemos. Não merecem, portanto, que o “Outono” das suas vidas seja passado nestas condições.
Ora é aqui que deve entrar o Estado Social. Mas é também aqui que algo está a falhar. E isso é inconcebível num país plenamente integrado na União Europeia, onde muitos deliram com start-ups, spin-offs, networking e outros “inglesismos” finos, mas poucos se preocupam com o vizinho do lado. Nisso temos muito a melhorar…

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Em Destaque

Últimas Notícias

Role para cima