Saúde no Baixo Alentejo preocupa Partido Socialista

Saúde no Baixo Alentejo

A Federação do Baixo Alentejo do PS está preocupado com o estado do Serviço Nacional de Saúde (SNS) na região e teme que esteja em marcha o “desmembramento” da ULSBA.
As críticas dos socialistas surgiram esta segunda-feira, 6, durante uma conferência de imprense que juntou o presidente da Federação, Pedro do Carmo, o deputado Luís Pita Ameixa e João Sardica, membro do grupo de trabalho criado pelo PS para a área da saúde.
O objectivo da sessão foi apresentar publicamente os contributos que a Federação do Baixo Alentejo vai dar ao líder do PS, António Costa, para o Debate da Nação, que se realiza esta quinta-feira, 9, e Pedro do Carmo aproveitou a ocasião para sublinhar que há graves problemas ao nível da “qualidade, acessibilidade e sustentabilidade” do SNS na região, temendo que esteja “em marcha o desmembramento da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA)”.
As preocupações dos socialistas têm por base um levantamento dos problemas na área da saúde no distrito feito pela Concelhia de Beja do PS e coordenado por João Sardica, que identificou, entre outros, o elevado tempo de espera nos serviços de Urgência do Hospital de Beja, a falta de médicos de família, equipamentos de diagnóstico obsoletos, a inexistência de uma unidade de ressonância magnética ou um elevado número de idosos de lares no serviço de Urgências.
A tudo isto o deputado Luís Pita Ameixa juntou ainda a situação financeira da ULSBA, que classificou de “preocupante”.
“Este é o verdadeiro Estado da Nação”, concluiu Pedro do Carmo.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima