PCP apoia passagem de património e trabalhadores da ADB para a CIMBAL

PCP apoia passagem de património e

A Direcção da Organização de Beja (Dorbe) do PCP apoia a passagem do património e dos trabalhadores da Assembleia Distrital para a Cimbal.
Em comunicado enviado ao “CA” após a reunião de sexta-feira, 16, a Dorbe comunista explica que a decisão tomada pelo conselho intermunicipal da Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo (Cimbal) – com os votos favoráveis dos autarcas da CDU e contra do PS – é “a solução mais conforme e de acordo com a consideração de que, sendo este espólio regional, deverá ficar numa entidade regional”.
Ao mesmo tempo, o PCP considera que os municípios devem “manter, ao nível dos critérios de financiamento, na Cimbal, os definidos na Assembleia Distrital”.
No comunicado, os comunistas lembram ainda que, “e contrariamente a outros, como foi o caso da posição dos autarcas do PS, a CDU sempre defendeu os trabalhadores e os seus salários, fosse em situação de maioria ou minoria nos órgãos autárquicos e na Assembleia Distrital e Cimbal”.
Da reunião da Dorbe do PCP saiu ainda a estrutura de direcção e a reiteração da necessidade de lutar pela conclusão das obras no IP8 e no IP2, com os comunistas a confirmarem o seu contributo na jornada de protesto marcada para a próxima semana, dia 30 de Janeiro.
“Não podemos deixar de considerar que o investimento nestas vias foi sempre considerado estruturante e não um luxo. E que a paragem abrupta, injusta e injustificada, quando as obras estavam encaminhadas, foi um golpe nas expectativas de todos os alentejanos e para as empresas, entidades e instituições da região”, argumenta a Dorbe do PCP.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima