PCP acusa Governo de atrasar deliberadamente projecto do Alqueva

PCP acusa Governo de atrasar deliberadamente projecto do Alqueva

O deputado do PCP eleito por Beja acusou esta segunda-feira, 7, o Governo de atrasar deliberadamente a conclusão das obras do projecto do Alqueva com o Orçamento do Estado (OE) para 2012, que "passa ao lado das potencialidades" do distrito.
No documento "é assumido o atraso deliberado da conclusão das obras do empreendimento de fins múltiplos de Alqueva", disse João Ramos, em Beja, numa conferência de imprensa sobre o OE para 2012.
Segundo o deputado, o OE para 2012 "representa um retrocesso democrático de gravidade", sendo que "a forma como o documento é apresentado pelo Governo não clarifica, nem esclarece as opções de intervenção regionalizada".
Apesar das "limitações colocadas pelo documento", o Grupo Parlamentar do PCP "não abdicará de, em sede de discussão na especialidade, questionar os membros do Governo sobre os projectos e os investimentos necessários ao distrito de Beja" e de "avançar com as propostas" que considera "justas", garantiu João Ramos.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima