Mineiro Aljustrelense conquista a Taça

Mineiro Aljustrelense

O Mineiro Aljustrelense conquistou neste sábado, 19 de Maio, a Taça do Distrito de Beja de 2017-2018, ao derrotar na final o Milfontes, numa partida que só foi decidida na marcação de grandes penalidades.
Nos 90 minutos regulamentares o jogo terminou empatado a uma bola, com golos de Nando para os de Aljustrel ao seis minutos e de José Luís Brito, de grande penalidade, para os de Vila Nova de Milfontes aos 86 minutos.
No prolongamento, e já com o Mineiro reduzido a 10 após a expulsão de Zazá, o cenário foi idêntico: marcou primeiro o Aljustrelense por João Graça (101 minutos), empatou Marco Gonçalves para o Milfontes (110 minutos).
Nas grandes penalidades os de Aljustrel foram mais fortes, com o guarda-redes Fábio Reis a marcar o pénalti decisivo. Antes tinham facturado Miguel Facaia, João Nabor, Pedro Seco e João Graça. Pelo Milfontes marcaram Rui Sousa, José Luís Brito, Mikó e Marco Gonçalves, tendo João Soares falhado a única grande penalidade.
Com a conquista da Taça do Distrito de Beja, o Mineiro Aljustrelense defronta no próximo domingo, 27 de Maio, o Vasco da Gama da Vidigueira na final da Supertaça.

MINEIRO ALJUSTRELENSE 2 // MILFONTES 2 (5-4 nas grandes penalidades)

Complexo Desportivo Fernando Mamede, em Beja

ÁRBITRO: André Baltasar, auxiliado por Ricardo Diogo e Miguel Serpa
4º ÁRBITRO: Diogo Rosa

MINEIRO ALJUSTRELENSE: Fábio Reis; Rui Pirralho (Pedro Seco ’64), Carlos Daniel, Bruno Amaro e Paulo Maurício; João Graça, Zazá e João Nabor; Nando, David Nunez (Miguel Facaia ’69) e Efraim (Nuno Alves ’83)
TREINADOR: João Candeias
AMARELOS: Zazá ’30 e ’95; Rui Pirralho ’50; João Graça ’56; Carlos Daniel ’69; Fábio Reis ’86; Paulo Maurício ‘109; Nando ‘113
VERMELHOS: Zazá ’95 (por acumulação)
GOLOS: Nando ‘6 e João Graça ‘101

MILFONTES: Rosalino; Marco Gonçalves, Sambou, Filipe Ribeira (David Custódio ’82) e Élio; Paulinho, João Soares, Daniel Rosalino (Mikó ’60) e José Luís Brito; Rui Sousa e Carino (André Ribeiro ’75)
TREINADOR: Fernando Candeias
AMARELOS: Élio ’39; Filipe Ribeira ’49; José Luís Brito ’51
GOLOS: José Luís Brito ’86 (grande penalidade) e Marco Gonçalves

DISCURSO DIRECTO

João Candeias, treinador do Mineiro Aljustrelense
“Foi um grande jogo entre duas grandes equipas. Por tudo o que este clube tem passado, acho que é justo para eles [jogadores] vencerem a Taça. O mérito é deles e só deles. Segredo? Coração de mineiro!”

Fábio Reis, guarda-redes do Mineiro Aljustrelense
“Heróis somos todos! O jogo foi bom, jogámos meia hora com menos um homem e acho que não merecíamos sair daqui derrotados. E da maneira como chegámos aqui, unidos, foi a coisa mais justa que podia ter acontecido.”

Fernando Candeias, treinador do Milfontes
“Foi um grande jogo, ainda que nem sempre bem jogado como é próprio de uma final. Procurámos sempre mais [a vitória], mas o futebol é assim. Há que dar os parabéns ao Aljustrelense.”

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima