"Juntos pelo Sudoeste" entrega petição na AR

"Juntos pelo Sudoeste"

O Juntos pelo Sudoeste-Movimento de Cidadãos de Odemira e Aljezur em Defesa do Sudoeste (JPS) entregou nesta segunda-feira, 2, na Assembleia da República, uma petição pública com cerca de seis mil assinaturas.
A petição tem como objectivo primordial, segundo o JPS, "um debate sério sobre a situação do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina (PNSACV), face ao avanço descontrolado e desproporcional da agro-indústria, nomeadamente as culturas cobertas por quilómetros de plástico, num modelo agrícola em regime intensivo que tem posto em causa a integridade social, ambiental e económica do território".
De acordo com a mesma fonte, este movimento pretende a revogação da Resolução de Conselho de Ministros 179/2019 de 24 de Outubro, "que, ao contrário do que se esperava, não só não deu solução aos graves problemas e infracções identificados em relatórios oficiais, travando a galopante expansão agrícola até estarem acautelados todos os interesses da região do Sudoeste, como permitiu triplicar a área coberta de plástico que já existe no PNSACV".
"A Resolução gerou também uma forte perplexidade e revolta ao autorizar a colocação de contentores dentro das explorações agrícolas, em pleno Parque Natural, para albergar trabalhadores imigrantes até um valor que pode chegar a 36.000 pessoas, numa região com uma população registada de 26.000 habitantes, cujos serviços púbicos estão cada vez mais débeis", acrescenta o JPS.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima