Entidades repudiam relatório sobre investimentos

Entidades repudiam

Cimbal, NERBE e Turismo do Alentejo repudiaram esta terça, 11, o relatório sobre infra-estruturas de elevado valor acrescentado por não ter qualquer prioridade para Beja.
A posição dos presidentes da Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo (Cimbal), do NERBE e da Turismo do Alentejo surge num comunicado conjunto enviado à Agência Lusa e no qual manifestam "preocupação ainda maior" por não haver no relatório referências à requalificação dos troços do IP2, entre São Manços e Castro Verde, e do IC27, entre Alcoutim e Beja, e o IP8 ficar "reduzido a uma via sem qualquer importância estratégica".
No relatório, "o Baixo Alentejo nem existe enquanto possível corredor estratégico intermodal", lamentam, referindo que "uma das poucas referências" ao IP8 diz que, com a requalificação da via, é "expectável" que "se verifique um aumento ligeiro da atractividade regional ao investimento e uma diminuição da sinistralidade na região".
"Não é dada qualquer importância" às ligações entre o porto de Sines, o aeroporto de Beja e Espanha, lamentam, frisando que "nada do que tem sido considerado como estruturante ou projecto estratégico para a região surge como prioritário ou relevante" no relatório.
Segundo os presidentes das três entidades, aquelas vias de comunicação são "de grande importância para a promoção do desenvolvimento económico-social" do Baixo Alentejo, "reforçando a eficácia dos três projectos estruturantes" para a região, ou seja, porto de Sines, aeroporto de Beja e Alqueva.
Os presidentes das três entidades referem não compreender como é que o relatório pretende definir projectos prioritários e recomendações que contribuam para potenciar a competitividade da economia nacional e do tecido empresarial sem negligenciar a coesão territorial "se todos os investimentos prioritários" para o Baixo Alentejo "são completamente esquecidos ou relegados para o futuro".

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima