Entidades do Baixo Alentejo anunciam marcha lenta em defesa do IP8

Entidades do Baixo Alentejo anunciam marcha lenta em defesa do IP8

Um total de 22 entidades do Alentejo anunciou esta terça-feira, 2, a realização de uma marcha lenta, no dia 27 deste mês de Outubro, para exigir a qualificação do IP8 e condenar a suspensão da construção de lanços da A26.
A realização da marcha lenta, num ou mais trajectos a definir, foi decidida numa reunião, em Beja, promovida pela Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo (Cimbal), Turismo do Alentejo e NERBE.
A marcha lenta, "naturalmente condenando" a decisão do Governo relativa à A26, será "sobretudo" pela "qualificação do IP8", aproveitando a "plataforma" e os investimentos feitos na construção da auto-estrada, incluída na subconcessão Baixo Alentejo e que deveria ligar Sines e Beja, disse no final da reunião o presidente da Cimbal, José Maria Pós-de-Mina.
Após a suspensão da construção de lanços da A26, as entidades exigem que o Governo cumpra o previsto no Plano Rodoviário Nacional, ou seja, "um IP8 entre Sines e Vila Verde de Ficalho", explicou.
As entidades defendem ainda a conclusão da requalificação do IP2, entre São Manços e Castro Verde, também incluída na subconcessão Baixo Alentejo.
Na reunião, as entidades decidiram também promover, no próximo dia 11 de Outubro (quinta-feira), uma visita ao espaço das obras suspensas e pedir reuniões ao secretário de Estado das Obras Públicas, Transportes e Comunicações e ao presidente da Estradas de Portugal, para dar a conhecer a sua posição e obter informação sobre o acordo de renegociação da subconcessão Baixo Alentejo.
Na posição conjunta tomada na reunião, as entidades consideram "negativas" as opções tomadas em relação à subconcessão Baixo Alentejo, referindo que "não correspondem aos interesses" da região e do país, "abandonando-se investimentos em curso, com os prejuízos daí decorrentes em termos financeiros e de segurança do trânsito".

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima