Comissão de Trabalhadores foi reactivada na Empresa do Alqueva

Comissão de Trabalhadores foi reactivada na Empresa do Alqueva

Os trabalhadores da Empresa de Desenvolvimento e Infra-estruturas do Alqueva (EDIA) anunciaram a reactivação da Comissão de Trabalhadores “após um interregno de seis anos”.
Nesse sentido, foram eleitos os novos dirigentes, numa altura em que, segundo uma fonte ligada ao processo, os “próximos tempos são decisivos” para a empresa. Na ordem do dia está o futuro do Empreendimento de Fins Múltiplos de Alqueva (EFMA) e a sua gestão e exploração – “E consequentemente a EDIA, pois não é possível dissociar uma coisa da outra”, adverte a mesma fonte.
Perante este quadro, os trabalhadores daquela empresa consideram que a existência de uma Comissão de Trabalhadores (CT) é “a forma legítima de representação de todos os colaboradores da empresa. E reclamam a sua presença, “mesmo que não existam reivindicações ou exigências concretas e imediatas”.
Propondo-se “ser parte da solução e nunca do problema”, a nova Comissão de Trabalhadores da EDIA assume-se como “parceira na análise e tomada da melhor decisão”, recusando ser “um grupo de opositores dispostos apenas a reclamar direitos e a fazer reivindicações”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima