Tubarão e marisco ajudam a reconstruir a cartilagem

Quinta-feira, 17 Setembro, 2020

Inês Veiga

farmacêutica

<b>Um comprimido, à base de duas substâncias extraídas da cartilagem de tubarão e da casca do marisco, revelou bons resultados no alívio das dores causadas pela osteoartrose.
</b>
A osteartrose, vulgarmente conhecida como artrite ou artrose, afecta mais de 2 milhões de pessoas em Portugal e 80% dos idosos com mais de 75 anos. É uma doença que resulta do desgaste do revestimento que protege as articulações, provocando dores e desconforto devido à fricção entre a massa óssea. Com o passar do tempo, a cartilagem articular, o tecido elástico que se encontra nas extremidades dos ossos e que permite que se articulem entre si, vai-se deteriorando, provocando rigidez e dificultando o movimento das articulações, principalmente dos joelhos, coluna, anca, mãos e dedos. Pode também provocar deformações ósseas, em situações mais avançadas.

<b>Menos anti-inflamatórios e analgésicos
</b>
Esta é uma doença tratada habitualmente com recurso a analgésicos ou anti-inflamatórios não esteróides (como o tão conhecido ibuprofeno). Recentemente foi descoberta outra substância, o sulfato de glucosamina, que é extraída da casca do marisco, e que permite prevenir a perda progressiva de cartilagem e até mesmo reparar parcialmente a cartilagem já danificada.
<b>
Conjugação de compostos faz a diferença
</b>
Actualmente é possível encontrar suplementos nutricionais que combinam o sulfato de glucosamina com o sulfato de condroitina, outra substância que melhora a mobilidade articular e que é extraída da cartilagem do tubarão. Estas duas substâncias fazem parte da constituição do tecido conjuntivo das articulações e permitem aliviar a dor e melhorar o seu funcionamento, ao fim de 8 a 12 semanas de tratamento. Outra das vantagens desta associação é que permite reduzir ou eliminar a necessidade de tratamento com analgésicos ou anti-inflamatórios, além de não demonstrar efeitos adversos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Em Destaque

Últimas Notícias

Role para cima