Prevenção ou “caça à multa”?

Sexta-feira, 24 Julho, 2015

Carlos Pinto

director do correio alentejo

Poucos serão os que discordam que a presença da GNR nas nossas estradas é indispensável. Para fiscalizar e, sobretudo, para prevenir. Mas serão muitos os que concordam com a ideia de que ultimamente esta força militar tem privilegiado a primeira em detrimento da segunda, dando por vezes a ideia que está mais preocupada em andar na “caça à multa” do que sensibilizar os condutores infractores – sendo que aqui devem excluir-se aqueles que são useiros e vezeiros no não cumprimento de certas regras básicas do Código da Estrada… e do civismo!
Mas no caso daqueles que seguem (quase sempre) as normas, os exemplos de alguns “excessos” fiscalizadores da GNR são mais que muitos. Seja quando colocam radares em longas rectas onde é mais seguro ir a 125 Km/h do que circular a 80 Km/h em certas estradas. Seja nas acções de fiscalização junto às escolas e jardins-de-infância em busca de um pai que tenha apertado com menos cuidado a cadeira do seu filho. Seja até nas sucessivas operações STOP a camiões e veículos de carga em busca da mais pequena irregularidade.
É óbvio que a realização de cada destas operações deve acontecer. Mas também nos parece claro que em todas elas deve prevalecer a sensibilidade e o bom senso. O que nem sempre parece suceder!

Desporto de parabéns!
Apesar de distantes dos grandes centros urbanos, os desportistas do Baixo Alentejo continuam a honrar a região nas suas modalidades. No futebol, o bejense Pedro Caixinha acaba de conquistar a Supertaça do México, depois de já ter sido campeão e ganho a Taça. No ciclismo, o almodovarense Manuel Caetanita continua em grande aos 62 anos, tendo sagrado-se campeão ibérico. E na patinagem artística, a pequena Cristina Rakasi vai representar a partir de domingo o FC Castrense na Taça da Europa em Dijon (França). Aos três, parabéns!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Em Destaque

Últimas Notícias

Role para cima