“Ladradores” problema

Quinta-feira, 17 Setembro, 2020

André Cláudio

veterinário

Em todas as vizinhanças existe pelo menos um “ladrador” crónico, que ladra noite e dia, chuva ou sol, dias de semana ou fins-de-semana.
O seu cão é assim? Os proprietários destes “cães-problema” desenvolvem uma capacidade de ignorar o barulho produzidos que podem deixar os vizinhos à beira de um ataque de nervos – ou de um ataque homicida. No entanto, um cão que ladra constantemente não está melhor que o vizinho e então você deve a ambos uma solução para o problema.
O primeiro passo é tentar perceber porque ladra tanto o seu cão. Os cães ladram para exprimir uma variedade de emoções: ansiedade, aborrecimento, territorialidade, agressão, vontade de brincar, fome. Algumas condições no ambiente em que vive o seu cão podem despertar estas emoções (e os latidos) mais frequentemente.
O típico “incomodador” de vizinhos é um cão de quintal que não está a receber o exercício e atenção de que precisa. Os cães são animais sociais: precisam de ser parte da família. Se o seu cão está no exterior por não se saber comportar em casa, dê-lhe outra hipótese: peça conselhos ao seu veterinário ou a um treinador canino para o ajudarem a resolver esses problemas.
Quando o trouxer de volta à vida familiar, mantenha-o ocupado com saídas regulares. Exercitar, tanto o corpo como a mente, faz maravilhas pelos cães, especialmente naqueles que ladram por aborrecimento ou excesso de energia. Ficará surpreendido como quanto mais calmo, feliz e silencioso o seu animal ficará!
Para aqueles que continuam a ladrar (alguns cães são ladradores natos), a sua tarefa é treinar a responder ao comando de ficar calado quando está em casa e reduzir os motivos que o fazem ladrar quando não está.
Ensine ao seu cão a parar de ladrar, distraindo-o com as ordens “quieto” ou “chega” e recompensando-o por lhe obedecer. Ele fará a ligação rapidamente, com muita repetição e muitas recompensas. Sacudir uma lata cheia de moedas é uma distracção frequentemente recomendada e funciona bem. Gritar ao seu cão não faz nada excepto fazê-lo sentir-se a si temporariamente melhor.
Trabalhe para minimizar aquilo que faz o seu cão ladrar quando não está em casa. Se o seu cão ladra quando olha por uma janela que dá para a rua, mantenha-o afastado dessa janela quando sai. Muitos cães ladram quando ouvem um portão ou a porta de um carro a fechar, outros ladram quando ouvem pessoas a passar perto da sua casa. Abafe estes sons, deixando um rádio ligado perto dele quando não está e é mais provável que o seu cão durma do que ladre. Dê-lhe uns ossos apropriados para ele roer que o mantenham ocupado enquanto está só.
Para os mais persistentes existem colares anti-latido, que funcionam a pilhas e que libertam um borrifo de <i>citronella </i>cada vez que o cão ladra. Embora não sejam fáceis de encontrar, são uma boa alternativa aos colares eléctricos (dão choques eléctricos cada vez que o cão ladra).
Vale a pena tentar. É a sua paz de espírito, do seu cão e dos seus vizinhos que está em jogo.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Em Destaque

Últimas Notícias

Role para cima