Centro Interpretativo da Ordem de Avis abre em Agosto

Centro Interpretativo da

O Centro Interpretativo da Ordem de Avis, integrado num projecto de requalificação e recuperação do centro histórico da vila alentejana de Avis, vai ser inaugurado no dia 15 de Agosto.
A criação do centro interpretativo para a divulgação da ordem de Avis, segundo a autarquia, vai permitir a requalificação e valorização de um edifício histórico e canalizar visitantes para o centro histórico da vila.
O novo equipamento cultural vai ficar instalado numa parte das dependências do antigo Convento de São Bento de Avis, restituindo a "dignidade física ao edifício mais emblemático do centro histórico" desta localidade do distrito de Portalegre.
O projecto do Município de Avis está a ser desenvolvido em parceria com a Universidade de Évora, Arquivo Nacional da Torre do Tombo, Arquivo Distrital de Portalegre, Arquivo Distrital de Évora, Santa Casa da Misericórdia de Avis, Paróquia de Nossa Senhora da Orada e Arquidiocese de Évora.
A concretização do centro interpretativo conta com o apoio de fundos comunitários.
A exposição permanente do centro interpretativo, que fica no piso térreo, propõe ao visitante um "percurso cronológico pelos momentos mais relevantes" da história da Ordem Militar de São Bento de Avis ao longo dos séculos.
Destaca-se a importância da Ordem nos primeiros anos de formação do reino e o consequente apoio desta na conquista e definição do território nacional, assim como diferentes personalidades e episódios que marcaram a história nacional, como D. João I.
O piso superior do centro interpretativo vai incluir áreas destinadas a diferentes valências, como investigação, espaço pedagógico/sala de conferências, reservas e espaço museológico.
O equipamento cultural detém a guarda de vários fundos documentais, fundo do Município de Avis, fundo da Santa Casa da Misericórdia de Avis, colecção de cartazes, boletins, arquivo fotográfico e livro antigo.
O projecto permite também, segundo a autarquia, congregar diversa documentação sobre a Ordem Militar de São Bento de Avis, que se encontra dispersa por vários organismos, nomeadamente no Arquivo Distrital de Portalegre, Arquivo Nacional da Torre do Tombo e Biblioteca Nacional e que está reunida naquele centro em formato digital.
O centro dispõe também de uma pequena biblioteca onde é possível aprofundar várias temáticas de âmbito local, assim como consultar bibliografia específica de carácter municipal.
Além das áreas acessíveis ao público, o centro possui áreas de trabalho especializadas, nomeadamente o laboratório/sala de expurgo e reservas, onde se realiza o tratamento da documentação ao nível da higienização e desinfecção.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima