Centro de Transferência de Tecnologia em Ferreira

Centro de Transferência

Potenciar resultados da investigação e desenvolvimento gerados pelas entidades científicas e tecnológicas é um dos pressupostos do novo Centro de Transferência de Tecnologia, que vai funcionar no Ninho de Empresas de Ferreira do Alentejo.
A nova estrutura foi apresentada na terça-feira, 9, e resulta de uma parceria entre a Câmara de Ferreira do Alentejo e o Centro de Biotecnologia Agrícola e Agro-Alimentar do Alentejo (CEBAL).
“Trata-se de um projecto que pretende potenciar resultados da investigação e desenvolvimento gerados pelas entidades científicas e tecnológicas, com o objectivo de promover a ligação entre as empresas e as unidades de investigação e conhecimento”, adianta José Guerra, vereador na Câmara de Ferreira do Alentejo.
De acordo com o autarca socialista, a instalação deste Centro de Transferência de Tecnologia em Ferreira do Alentejo “permite também a criação de condições para a crescente atração de empresas diferenciadas e inovadoras para o concelho”, melhorando “o nível de intensidade tecnológica regional” e disponibilizando “de forma sustentável, consistente e inovadora, soluções face aos problemas e desafios dos parceiros e clientes”.
O novo Centro de Transferência de Tecnologia vai actuar em quatro áreas, a começar pela transferência de tecnologia através da adaptação da tecnologia a situações específicas, produção de documentação de suporte e apoio na transferência do conhecimento tecnológico.
Na área da consultoria tecnológica a nova infra-estrura vai permitir o apoio na identificação e resolução de problemas, na identificação de oportunidades de inovação e de desenvolvimento tecnológico, e na definição de estratégias de adopção de tecnologias.
A incubação tecnológica é outra das áreas de actuação do novo centro, prestando apoio no desenvolvimento de acções para incubação tecnológica em contexto industrial e permitindo o acesso a equipas de engenharia e de investigação com elevada experiência, a procura de financiamentos para projectos de validação tecnológica e criação de produto, e o apoio no estabelecimento de parcerias.
Finalmente, em matéria de dinamização de actividades de investigação, será possível utilizar o Centro para a identificação de linhas emergentes de acção, dentro das linhas temáticas desenvolvidas pelo CEBAL, que exijam desenvolvimento de investigação para uma futura aplicação tecnológica, no apoio à identificação do problema ou da oportunidade, e na identificação das áreas de conhecimento e/ou tecnologias aplicáveis.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima