Bernardo Nascimento: “Rui Rio garante estabilidade”

Bernardo Nascimento: “Rui Rio garante estabilidade”

O mandatário de Rui Rio no distrito de Beja, Bernardo Nascimento, explica ao “CA” as razões que, na sua opinião, justificam a reeleição do actual presidente do PSD neste sábado, 11.

Por que razão é Rui Rio o melhor candidato a presidir o PSD?
Entendo que o Dr. Rui Rio é o melhor candidato a presidir o PSD por vários motivos, entre os quais destaco a garantia da estabilidade do partido. Sendo líder da bancada parlamentar, é a pessoa certa para fazer oposição ao Governo socialista e pela sua experiência autárquica, será o líder certo para conduzir o PSD a bons resultados no próximo acto eleitoral, as eleições Autárquicas. Ainda pela sua seriedade, competência e genuinidade; pelo seu elevado sentido de serviço aos portugueses e ao país, colocando sempre, e em primeiro lugar, os interesses nacionais, actuando com verdade e frontalidade.

Espera que estas eleições sejam apenas decididas numa segunda volta?
Acredito que a reeleição de Rui Rio aconteça no dia 11 de Janeiro, não havendo lugar a uma segunda volta. Espero que a maioria dos militantes do PSD, que votará no próximo dia 11, o faça com a consciência plena de que a continuidade da liderança é acertada, representando Rui Rio, sem margem para dúvidas, a base de confiança e seriedade do PSD.

Qual o maior desafio que o partido tem pela frente?
O maior desafio que o PSD tem pela frente é reconquistar a confiança do eleitorado perdido nas últimas eleições Legislativas e, assim, alcançar um excelente resultado no próximo acto eleitoral, mostrando aos portugueses que é uma força política digna de confiança e importante para Portugal.

Qual deve ser a prioridade do novo presidente do PSD relativamente ao Baixo Alentejo?
Recordo que Rui Rio é o presidente do PSD que mais vezes se deslocou ao Baixo Alentejo, o que demonstra bem a sua preocupação em relação à nossa região. Considero que o presidente do PSD deve defender o nosso principal setor de actividade, a agricultura. Deve promover medidas eficazes que levem ao crescimento da economia da região, que ajudem à fixação de população. Deve exercer, junto do Governo, a pressão necessária para a conclusão de projetos na área ferrovia e infra-estruturas viárias, tão importantes para a dinamização da região. Acima de tudo, desejo que se comprometa com a região e com a população baixo-alentejana.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima