BE defende programa de emergência social em Almodôvar

BE defende programa de

A candidatura do Bloco de Esquerda (BE) à Câmara de Almodôvar, liderada por Constantino Piçarra, propõe a criação de um programa de emergência social para o concelho.
A proposta surge na sequência da “política de austeridade desenvolvida pelo Governo PSD/ CDS”, que está “a lançar os portugueses para a miséria” e a fazer com que milhares de famílias passem dificuldades, justifica ao “CA” o candidato bloquista.
Nesse sentido, Constantino Piçarra defende que a autarquia crie uma estrutura técnica específica “de apoio e acompanhamento à concretização das medidas de emergência social propostas”, além de fazer um trabalho de identificação, em colaboração com as juntas de freguesia, as IPSS e o Centro de Emprego, “de todas as situações de risco em termos sociais existentes na área do concelho”.
O pagamento a 100% dos medicamentos para os beneficiários do RSI, desempregados sem subsídio de desemprego e idosos com a pensão mínima, a criação de um cabaz social para as famílias em situação de pobreza, o reforço do apoio alimentar às crianças e jovens através da cantina escolar, e a criação de uma bolsa municipal de habitação para as famílias que deixaram de poder pagar a habitação em que viviam devido ao desemprego são outras das propostas do BE.
O programa de emergência social defendido pelos bloquistas para Almodôvar prevê ainda a criação duma bolsa de livros escolares por parte da Câmara Municipal, a disponibilização de terrenos para hortas sociais, e a atribuição de um subsídio para pagamento do gás e electricidade e a isenção do pagamento de qualquer taxa referente a água e saneamento para as famílias em situação de pobreza.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima