“Anatomia Regional” para ver em Beja

“Anatomia Regional”

O Centro Unesco, em Beja, acolhe a partir desta sexta-feira, 1 de Março, a exposição “Anatomia Regional”, do artista plástico Eduardo Freitas, que estará patente ao público até ao dia 1 de Maio.
De acordo com a Câmara de Beja, a mostra convida o visitante a “ver e pensar o Alentejo como um corpo”, com as esculturas a serem “associadas aos elementos tradicionais da região do Alentejo: terra, vinho, pão, religiosidade e cante”.
No âmbito desta exposição, o artista irá trabalhar durante um mês e meio no Centro Unesco, com o objectivo “de continuar a explorar as mesmas interligações de anatomia regional”. O trabalho resultante desta residência artística será apresentado no último trimestre do ano, durante as comemorações do quinto aniversário da classificação do cante alentejano como Património Cultural Imaterial da Humanidade da Unesco.
Eduardo Freitas é brasileiro, tem 29 anos e foi o autor vencedor do concurso para a residência artística “Tradição>

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima