07h07 - segunda, 13/09/2010

Presidente da Junta de Porto Covo considera auto caravanas "uma praga"

Presidente da Junta de Porto Covo considera auto caravanas "uma praga"

O presidente da Junta de Freguesia de Porto Covo considera as auto caravanas "uma praga" nesta localidade do concelho de Sines, acusando os auto caravanistas de estacionarem nas falésias, deixar lixo espalhado e despejarem águas residuais nos escoamentos pluviais.
"[Os auto caravanistas] são uma praga, estacionam em cima das falésias, à beira mar e depositam lixo em qualquer sítio", acusou, em declarações à Agência Lusa, o presidente da Junta de Freguesia de Porto Covo, Luís Gil.
Na aldeia turística do concelho de Sines, segundo o autarca, estiveram estacionadas durante o verão "centenas" de auto caravanas, uma situação que o incomoda, não porque tenha algo contra este tipo de turismo, assegura, mas porque considera que prejudica a freguesia.
"Estamos até à ponta dos cabelos com esta gente toda", desabafou Luís Gil, que afirma que até para o escoamento "das águas pluviais", que têm ligação directa às praias e ao mar, os auto caravanistas descarregam as cassetes (depósitos) de águas residuais.
O autarca pensa que a solução pode passar pela construção de um parque próprio para auto caravanas, desde que de "iniciativa privada", uma vez que a autarquia "não tem competências, nem terrenos, nem meios financeiros".
Contactado pela Agência Lusa, o vereador da Câmara de Sines, António Nogueira, também vê as auto caravanas como "um problema", mas partilhado por "todos os concelhos", considerando não havendo muito "a fazer", uma vez que o estacionamento não é proibido, por serem consideradas "veículos".
Este membro do executivo camarário avançou, contudo, que a criação de "um espaço próprio" para este tipo de turismo "está a ser pensado", mas defende ser necessário ao mesmo tempo alterar a legislação para encontrar uma forma de "obrigar as pessoas a irem para esses parques".
Até porque, já há espaços para auto caravanas nos parques de campismo do concelho, mas os auto caravanistas só recorrem a eles se quiserem, sendo que muitos acabam por ficar "à beira da estrada", onde "não pagam nada".
Os dois autarcas não deixam, contudo, de reconhecer a importância deste tipo de turismo para o concelho, até porque as pessoas acabam por recorrer aos estabelecimentos comerciais locais para se abastecer.
A Lusa abordou alguns dos auto caravanistas estacionados entre Porto Covo e Sines, que afirmaram preferir escolher um local próximo do mar aos parques de campismo, tanto pela "paisagem, como pela "liberdade" ou pelos "custos".
Contudo, a maioria assegurou que acaba por pernoitar de "vez em quando" nos parques da região para poder reabastecer a auto caravana de água e vazar as águas residuais.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
10:49, Segunda-feira, 06 de Outubro de 2019
orlindo afonso
escrevi para voçes a pedir uma informação ,se tinham um local para eu poder fazer uma possivel exposição na vossa terra ,até hoje não obti resposta .Foi esquecimento? ou falta de tempo?
tenho 54 anos reformado por invalidez e preciso de mostrar as minhas obras que começei a pintar depois de ficar em casa .AGRADEÇO AO SENHOR PRESIDENTE QUE ME DÊ UMA RESPOSTA S F F .OBRIGADO

23:00, Domingo, 17 de Novembro de 2019
Jorge
Estava pensando em ir passar umas férias com minha familia em Porto Covo, mas já vi que ia ser mal recebido, sendo assim, passe bem sr. presidente.

19:04, Quinta-feira, 23 de Julho de 2019
Luis Gil
Quem devia ler a cartilha do autocaravanismo e cumprir com ela são alguns autocaravanistas, com isso poupariam a imagem dos muitos que cumprem a cartilha e não têm culpa do vandalismo de alguns.

16:11, Terça-feira, 21 de Abril de 2019
José Esperança
Não sou caravanista, mas verifico a interrupção ilegal que a autarquia de Porto Covo vem praticando para as caravanas não terem acesso ao parque de estacionamento. Autarcas como você não prestam, preocupem-se em melhorar os acessos e abram as portas ao turismo. DEMITAM-SE....

23:21, Quinta-feira, 16 de Novembro de 2019
cajo
apelo aos autocaravanistas e as associações que se promova uma acção de protesto do seguinte modo. Vão até porto Covo nos proximos meses ate ao Natal mas não gastem um centimo.

14:12, Quinta-feira, 16 de Fevereiro de 2019
Susana
Melhor para a imagem de Porto Covo só o acampamento cigano da venda de trapo E NÃO SÓ (basta observar com atenção),pois até torna impossivel uma ida à casa de banho, mas são esses que pagam impostos, não são sr.Presidente da Junta?

14:06, Quinta-feira, 16 de Fevereiro de 2019
Conceição
Eu até já estou com medo de me aproximar de Porto Covo, será que o sr.Luis Gil instalou algum sniper no telhado da Junta para exterminar a "praga"? Se nós dissermos que todos os políticos são uma "corja de gatunos e oportunistas" esse senhor vai ficar satisfeito?

00:40, Quinta-feira, 16 de Dezembro de 2019
Jacinto
as "Pragas" são cidadãos que pagam impostos ao comprarem as autocaravanas..Será que os restaurantes, mercearias, lojas não ganham nada com esta gente praga? se calhar ganham mais com os "lelos" e com estes autarcas desenterrados sabemos la de onde..desconhecem? aprendam a cartilha do autocaravanismo..num pais que se diz em crise estes autarcas recusam a oferta de turismo...meus caros façam Porto Covo é um lugar de Portugal. Eu pago impostos ao contrario de uma grande parte dos ciganos e desses que ai em Porto covo alugam casas de forma ilegal....contactem as associações MIDAP CPA..assim vai este País

18:30, Quarta-feira, 15 de Junho de 2019
Carlos
OS autarcas não se preocupam com os alugueres ilegais em Porto Covo. Quem compra uma autocaravana gasta muito dinheiro( sinal que tem dinheiro para gastar no comerçio local. Desta forma só me apetece deixar a porta destes autarcas a CACA das cassetes que tanto falam...Aprendam com os exemplos de outras pequenas vilas que ja têm estações de serviço para esta nova modalidade de turismo

22:48, Terça-feira, 14 de Outubro de 2019
João
Bastava que fosse criado um local de despejo, como já existiu, acredito que alguns autocaravanistas deixem lixo, e os outros que nao o sao e fazem o mesmo inclusive nas praias, nas falesias tambem vejo outro tipo de veiculos, sera que em Porto Covo so existem autocaravanistas, a falta de civismo é muito grande mas é o país que se tem criado, e claro que se tem de criar um bode espiatorio. As a/c nao sao para irem para parques de campismo, muito menos em Porto Covo, pois os existentes nao tem condições para isso. Antes de se fazerem comentarios era bom que se informassem, mas como os politicos sabem tudo e tudo resolvem nem que seja errado, infelismente é assim o nosso Portugal.

19:26, Terça-feira, 14 de Julho de 2019
sao
pois caravanas e ciganos o meus amigos .caravanas deixam dinheiro no comercio de Sines e porto covo certo!ciganos vivem em Sines e como porto covo e 1 freguesia de Sines não vejo o problema de os ciganos ai governarem a suas vidas ou não são gente.e naturais de Sines quase todos certo! que tem as suas famílias para sustentar pelo menos trabalham não roubam .obrigada

14:55, Terça-feira, 14 de Fevereiro de 2019
Luis
O comercio de Porto Covo vive no Inverno á base deste tipo de turismo itinerante, agora os autarcas não conseguem ver isso, deviam criar locais próprios para as autocaravanas, pois só tinham a ganhar pois o autocaravanista gosta de comprar no comércio local.

13:38, Terça-feira, 14 de Janeiro de 2019
ribeiro
Não acerdito que tudo o que foi dito seja verdade!
Mas penso neste caso os parques de campismo deverião ter lugares para pernoita e com local de depejos para a manutenção das ac.Atenção uma familia de 4 pessoas irá em muitos dos parques 30 a 40 eur por noite ,o considero muito caro.
Acredito se os autarcas continuam a combater os autocaravanistas para dentro de parques ,não vejo portugal para muitos como destino para ferias ,uma vez que estamos a ter um custo de vida superior que a espanha e a frança

13:08, Terça-feira, 14 de Janeiro de 2019
Luis
O comercio de Porto Covo vive no Inverno á base deste tipo de turismo itinerante, agora os autarcas não conseguem ver isso, deviam criar locais próprios para as autocaravanas, pois só tinham a ganhar pois o autocaravanista gosta de comprar no comércio local.

22:35, Segunda-feira, 13 de Outubro de 2019
antonio santos
Estou de acordo,mas pior é a venda dos ciganos em p.covo.para ver o mar é preciso passar por baixo dos toldos.organizem locais proprios

07h00 - quinta, 19/09/2019
Pedro do Carmo condena "ataque" ao Mundo Rural
O deputado do PS eleito por Beja critica duramente a Universidade de Coimbra (UC), considerando que a decisão desta retirar da ementa das cantinas universitárias a carne de vaca a partir de 2020 é mais um ataque ao Mundo Rural.
07h00 - quarta, 18/09/2019
Aulas de dança
em Almodôvar com
novos horários
A escola de dança da associação Almovimento, de Almodôvar, tem novos horários desde o início deste mês de Setembro, altura em que recomeçaram as aulas com o professor Fábio Duarte na Casa do Povo.
07h00 - quarta, 18/09/2019
Novos trilhos pedonais
no concelho de Aljustrel
A Câmara de Aljustrel viu aprovada, pelo Alentejo 2020, a candidatura a financiamento apresentada para o projecto que visa a criação de uma série de percursos pedonais no concelho.
17h07 - terça, 17/09/2019
Incêndio em Panóias
corta trânsito no IC1
Um incêndio numa zona de mato na área da União de Freguesias de Panóias e Conceição, no concelho de Ourique, está a ser combatido por 69 bombeiros e obrigou ao corte do IC1 nos dois sentidos entre a Estação de Ourique e o cruzamento de Panóias.
15h57 - terça, 17/09/2019
Faleceu ex-vereadora
da Câmara de Castro
Faleceu nesta terça-feira, 17 de Setembro, Maria Alice Guerreiro, de 72 anos, que foi vereadora da Câmara Municipal de Castro Verde, eleita pela CDU, no mandato de 1993 a 1997.

Data: 13/09/2019
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial