Vila Viçosa homenageia historiador Túlio Espanca

Vila Viçosa homenageia

O historiador Túlio Espanca, que se destacou pelo trabalho desenvolvido de inventariação e investigação do património artístico do Alentejo, vai ser homenageado este sábado, 11, em Vila Viçosa, sua "terra-natal".
A Câmara de Vila Viçosa, que promove a homenagem, vai atribuir a Túlio Espanca, a título póstumo, no ano em que se assinalam 100 anos do seu nascimento, a Medalha de Prata do município, durante uma cerimónia a realizar no salão nobre dos Paços do Concelho, às 16h00.
A homenagem conta com a participação de Vítor Serrão, professor catedrático de História de Arte na Universidade de Lisboa, e de Rui Arimateia, etnógrafo, que vão apresentar a biografia e a obra artística de Túlio Espanca.
Historiador de arte, Túlio Espanca distinguiu-se pela vastidão e rigor do seu trabalho de inventariação e investigação do património artístico do Alentejo, tendo deixado "um importantíssimo legado para a valorização do património".
Túlio Alberto da Rocha Espanca nasceu em Vila Viçosa a 8 de Maio de 1913 e faleceu em Évora a 2 de Maio de 1993, com 79 anos.
Primo da poetisa Florbela Espanca, também natural de Vila Viçosa, Túlio Espanca contribuiu com os seus trabalhos para que o centro histórico de Évora fosse distinguido, em 1986, como Património Mundial, pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).
Elaborou para o Inventário Artístico de Portugal o volume referente ao distrito de Évora, um exaustivo levantamento descritivo e fotográfico do património arquitectónico e artístico da região. Fez mais tarde o inventário artístico de Beja.
Em 1982, Túlio Espanca foi galardoado com o Prémio Europeu de Conservação de Monumentos Históricos e em 1983 foi agraciado pelo então Presidente da República, Ramalho Eanes, com a Ordem de Sant´Iago da Espada.
Para além dos vários livros que escreveu, deixou numerosos escritos dispersos por vários jornais e revistas e recebeu o título de "Doutor Honoris Causa", pela Universidade de Évora.
Túlio Espanca tinha apenas a quarta classe do ensino primário (actual quarto ano de escolaridade).

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima