Vereadores do PS em Beja lamentam paragem de obras

Vereadores do PS em Beja

Os vereadores do PS na Câmara de Beja criticam o facto de algumas das obras iniciadas no mandato anterior e que estavam quase concluídas estarem neste momento paradas.
Em comunicado enviado ao “CA”, os eleitos socialistas dão o exemplo da iluminação do relvado sintético 2 do Complexo Desportivo Fernando Mamede e da cobertura do edifício do Clube Bejense, empreitadas “paradas há meses porque o actual executivo da CDU/ PCP desde Novembro que não paga aos empreiteiros”.
Esta situação levou a que os empreiteiros tenham decidido “suspender os trabalhos, ameaçando inclusive com retirada de materiais colocados, considerando já a hipótese de avançar com pedidos de indemnização”, acrescentam os vereadores do PS.
Os socialistas lamentam igualmente que a nova administração da Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMAS) de Beja tenha “retirado toda a capacidade de intervenção e dinâmica à empresa, não mostrando sinais de querer dar continuidade a projectos tão importantes como a renovação das redes águas e requalificação das zonas envolventes”.
Ao mesmo tempo, os vereadores do PS em Beja lamentam igualmente que a EMAS não inicie as obras adjudicadas, caso da requalificação do reservatório da Praça, e tenha suspendido algumas das obras em curso, como a requalificação do parque operacional, “tendo que indemnizar o empreiteiro em milhares de euros e deixando aquele espaço sem condições de trabalho”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima