Serpa inaugura este mês o Musibéria – Centro Internacional de Música e Dança

Serpa inaugura este mês o Musibéria - Centro Internacional de Música e Dança

O Musibéria – Centro Internacional de Música e Dança do Mundo Ibérico é inaugurado a 18 de Junho, na cidade de Serpa, para divulgar músicas e danças de raiz luso-espanhola, através de actividades educativas e culturais.
O centro, um “projecto inovador” criado pelo município de Serpa, pretende “conservar, defender e divulgar” o património das músicas e danças de raiz luso-espanhola, através de actividades educativas e culturais, explicou à agência Lusa o presidente da Câmara, João Rocha.
Segundo o autarca, o Musibéria pretende ser um “braço especializado” de instituições de ensino e um “centro de excelência” que irá prestar formação em músicas e danças de raiz luso-espanhola a artistas, alunos, professores e público em geral, através de cursos de curta duração, semestres académicos e simpósios.
Samba, tambores africanos, bossa nova, calipso, tebe, flamengo, tango e son, chorinho, morna, kuduro, fado, rumba, coladeira, marrabenta e cante alentejano são os géneros de música e de dança de raiz ibérica abrangidos pela formação que será ministrada no centro.
O centro pretende também ser “um espaço de divulgação, encontro e miscigenação da cultura da diáspora luso-espanhola”, sobretudo nas áreas da música e da dança, através da promoção de actividades culturais, como concertos, exposições e conferências, acrescentou o autarca.
O Musibéria vai ser inaugurado a 18 de junho, o último dia do Encontro de Culturas de Serpa, e a actividade pedagógica do centro arranca em Julho, com a realização do primeiro módulo “A voz e a guitarra no fado e no flamenco”.
A actividade do Musibéria, coordenado pelo músico Laurent Filipe, irá centrar-se em três eixos, ou seja, “Formação Especializada em Música e Dança”, “Educação para a Vida” e “Difusão Cultural”.
O eixo “Formação Especializada em Música e Dança” destina-se a artistas e professores e inclui áreas como qualificação instrumental em música e dança, história da música luso-espanhola e teoria e prática pedagógica.
O eixo “Educação para a Vida” destina-se à comunidade em geral, sobretudo aos estudantes do concelho de Serpa, e prevê a realização de oficinas de dança, de música e de história da cultura luso-espanhola.
O eixo “Difusão Cultural” destina-se a artistas e inclui a promoção de festivais interculturais, concertos e espectáculos, a produção de materiais, como gravações de discos, e a pesquisa e divulgação.
O Musibéria irá funcionar na antiga fábrica de moagem de Serpa, cuja obra de reabilitação, que foi apoiada por fundos comunitários, implicou um investimento de “cerca de dois milhões de euros”, indicou João Rocha
O centro, que está instalado em dois edifícios interligados da antiga fábrica, um correspondente à recuperação do imóvel que existia e outro construído de novo, inclui espaços de ensino, auditórios, estúdios de gravação, um bar, uma loja e um espaço museológico.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima