PS do Baixo Alentejo alerta Governo para carências na Saúde

O presidente da Federação do Baixo Alentejo do PS considera que a região “continua a sofrer de uma carência ao nível dos serviços de saúde”, tendo transmitido isso mesmo aos secretários de Estado da Defesa e da Saúde, Jorge Seguro Sanches e António Lacerda Sales, respectivamente, durante a visita que os dois governantes realizaram esta sexta-feira, 27, a Beja.
Segundo adianta Nelson Brito ao “CA”, “o Baixo Alentejo continua a sofrer de uma carência ao nível dos serviços de saúde, que o coloca em desvantagem face a outros territórios, sendo este um factor de vulnerabilidade das populações e um elemento negativo ao nível da atractividade do território, que importa corrigir com a maior urgência”.
Nesse âmbito, o líder socialista manifestou aos dois secretários de Estado a sua preocupação com a “carência de médicos internos nos vários concelhos, médicos especialistas e internos no Hospital José Joaquim Fernandes e médicos de Saúde Pública, com a agravante da sua preponderância no momento de pandemia com que estamos confrontados”.

“O Baixo Alentejo continua a sofrer de uma carência ao nível dos serviços de saúde, que o coloca em desvantagem face a outros territórios.”

Nelson Brito | presidente da Federação do Baixo Alentejo do PS

Nelson Brito exigiu ainda um “compromisso ao Governo” relativamente à “execução da segunda fase das instalações do Hospital Distrital de Beja”, assim como a “correspondência do aumento assumido pelo Governo em matéria de utentes de cuidados continuados com as necessidades do território, nomeadamente de média e longa duração, cuidados paliativos e demência”.
O presidente do PS do Baixo Alentejo enalteceu igualmente “o trabalho efectuado pelos profissionais de saúde, da segurança social, dos bombeiros e forças policiais, militares e de protecção civil, das instituições sociais, autarquias, do centro ABC, na prevenção e combate à pandemia no distrito de Beja”.
Por fim, Nelson Brito reconheceu “a validade dos investimentos nas unidades de cuidados intensivos e no serviço de consultas externas do Hospital José Joaquim Fernandes, como factores de reforço dos serviços a prestar aos cidadãos”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima