MAI pede inquérito a incêndio em Castro

MAI pede inquérito

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, já solicitou à Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil (ANEPC) a abertura de um inquérito ao incêndio de segunda-feira, 13, no concelho de Castro Verde.
Recorde-se que o incêndio deflagrou cerca das 17h00 na zona da Lagoa da Mó e só foi dado como controlado na madrugada seguinte, depois das chamas terem devastado mais de 2100 hectares de pasto e seara e causado ferimentos em cinco bombeiros.
O incêndio ocorreu num dia de extremo calor e a secretária de Estado da Administração Interna, Patrícia Gaspar, já veio a público referir que os próximos dias são “de enorme complexidade e de risco de incêndio muito elevado” e que é preciso “tolerância é zero” em relação ao uso do fogo.
Patrícia Gaspar falava no final da reunião do Centro de Coordenação Operacional Nacional, na ANEPC, onde foi analisado o que se passou nos últimos dias e o risco previsto até à próxima sexta-feira, 17.
A governante frisou ainda que cerca de 70% dos concelhos do país estão em risco máximo ou elevado de incêndio rural, apelando aos portugueses para “não usarem qualquer espécie de fogo junto aos espaços rurais”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima