Esdime revela prioridades de intervenção para 2020

Esdime revela prioridades

A cooperativa Esdime, com sede em Messejana, visa reforçar em 2020 a sua intervenção no desenvolvimento local da região, “com particular enfoque no aprofundamento e consolidação de soluções inovadoras que vão ao encontro das necessidades do território”.
Fonte da Esdime adianta ao “CA” que na área do desenvolvimento rural vai ser dada “continuidade ao instrumento DLBC-Desenvolvimento Local de Base Comunitária e às intervenções da Rede Rural Nacional, garantindo a intervenção social e comunitária por via da implementação dos Contratos Locais de Desenvolvimento Social de 4ª Geração nos concelhos de Aljustrel, Almodôvar e Ourique”.
A promoção da igualdade de género e o combate à violência doméstica, ao tráfico de seres humanos e à discriminação vai também manter-se na esfera de acção da Esdime, que viu renovado o protocolo com a Secretaria de Estado para a Cidadania e Igualdade com vista à “territorialização da Rede Nacional de Apoio a Vítimas de Violência Doméstica”.
“A aprovação dos projectos ‘Eu Não Agrido’ e ‘VERA + Perto’ vem, assim, complementar a intervenção do actual Gabinete VERA-Vítimas Em Rede de Apoio, que opera nos concelhos de Aljustrel, Almodôvar, Castro Verde, Ferreira do Alentejo e Ourique”.
No âmbito do apoio ao desenvolvimento, em 2020 a Esdime vai assumir assessorias à Câmara de Alvito, “para desenvolvimento de uma Estratégia de Dinamização das Hortas do Concelho”, e à Câmara de Ferreira do Alentejo, “para elaboração do Plano Municipal para a Integração de Imigrantes”.
Em simultâneo, a cooperativa vai também dar continuidade ao COOPERA_RS, uma rede colectiva de fomento do desenvolvimento económico, criação de valor e empregabilidade associados aos recursos silvestres, um projecto-âncora da EEC PROVERE, cuja responsabilidade é partilhada com a CIMBAL.
Finalmente, “a estratégia de comunicação delineada para 2020 inclui, no início do ano, a renovação da imagem corporativa e um reforço do posicionamento da Esdime no território e na relação com os seus agentes”, acrescenta a cooperativa.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima