Encontro de produtores de vinho do Litoral Alentejano quer mostrar potencial da região

Encontro de produtores de vinho do Litoral Alentejano quer mostrar potencial da região

Dez produtores de vinho da costa alentejana associaram-se para divulgar a influência positiva do mar na qualidade dos seus produtos e promover o turismo na região, realizando um primeiro encontro em Grândola esta sexta-feira, 26.
Miguel Palma, director comercial da Herdade da Comporta, no concelho de Alcácer do Sal, explicou à Agência Lusa que a proximidade com o oceano Atlântico é “a grande diferença” entre os vinhos produzidos no litoral e os que são feitos no interior do Alentejo.
Segundo este responsável, os produtores sentiram necessidade de se “organizar” para “falar nos vinhos produzidos no litoral” e “promover” a região, nascendo desta forma o primeiro encontro do sector, na Herdade das Barradas da Serra, em Grândola.
A iniciativa, promovida pela Entidade Regional de Turismo do Alentejo Litoral e pela Associação de Desenvolvimento do Litoral Alentejano, junta dez produtores de Alcácer do Sal, Grândola, Odemira e Santiago do Cacém, que irão divulgar os seus produtos junto de profissionais da hotelaria, da restauração, do comércio e da comunicação social.
Para José Eduardo, relações públicas das Cortes de Cima, adega instalada na Vidigueira mas com vinhas na zona de Vila Nova de Milfontes, o evento servirá para “estender a marca” para a costa alentejana.
O responsável vincou que o encontro tem também o objectivo de “potenciar” a região, que considera “ostracizada”, e demonstrar que “há potencial para muito mais em termos de turismo”, além das praias.
Já o presidente Entidade Regional de Turismo do Alentejo Litoral, Carlos Beato, considerou que o vinho “ainda não tem um papel muito relevante na economia” da região, realidade que pretende ver alterada.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima