Detido pela PJ por atear fogo a casa em Castro

Detido pela PJ por atear

Um homem de 51 anos foi detido pela Directoria do Sul da Polícia Judiciária (PJ) por suspeitas de ter provocado “intencionalmente” um incêndio na residência onde habitava, com a mãe, de 91 anos, na vila de Castro Verde. De acordo com comunicado da PJ, “a detenção teve lugar por existirem fortes indícios de, na noite do passado dia 12 de Fevereiro, cerca das 21h00, após lançar gasolina em vários pontos, ter ateado, por ignição directa, um incêndio na habitação e anexos, onde na altura se encontrava a sua mãe e duas irmãs”.
“Só a pronta intervenção dos bombeiros impediu que as chamas se propagassem e atingissem maiores proporções, pondo, contudo, em perigo os bens patrimoniais e a vida das pessoas que ali se encontravam”, acrescenta a PJ, frisando que os factos “foram alegadamente praticados num quadro de embriaguez e após uma altercação com a família”.
O detido, pedreiro de profissão e sem antecedentes criminais, vai ser presente a interrogatório judicial para aplicação de medidas de coacção, sendo que a detenção ocorreu no âmbito de uma investigação tutelada pelo Ministério Público de Almodôvar.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima