CTT reabriram loja na vila de Aljustrel

CTT reabriram

“Um momento simbólico”, no sentido de reforçar a “proximidade” da empresa com os seus clientes: é desta forma que o presidente-executivo dos CTT descreve a reabertura da Loja CTT de Aljustrel, concretizada na manhã desta segunda-feira, 24.
“O futuro dos CTT passa por ter uma grande proximidade com os seus clientes, que são os portugueses, e uma das formas de não só estar próximo mas também mostrar que estamos próximos é ter uma estação própria em cada concelho”, disse João Bento ao “CA” em Aljustrel, já com a loja dos CTT de portas abertas.
Na opinião do presidente-executivo da empresa postal, “fazia todo o sentido que não houvesse concelhos sem estações” dos CTT, daí que Aljustrel tenha sido a quinta loja em sede de concelho a ser reaberta, no âmbito do compromisso público dos CTT de reabrir lojas únicas em sedes de concelho.
“Acreditamos que é uma mais-valia para a comunidade, ainda que, a bem da verdade, nunca tenha deixado de haver todos os serviços do serviço público universal dos Correios” em Aljustrel, acrescentou João Bento.
Sobre a eventual reabertura das lojas dos CTT de Almodôvar e Ourique, também concessionadas as terceiros, João Bento evitou definir prazos. “Não nos temos comprometido com calendários, porque cada caso é um caso. Estamos a fazer [este processo] calmamente e há-de chegar a altura em que esses concelhos não deixarão de ter a estação própria dos CTT”, garantiu.
Por seu lado, o presidente da Câmara de Aljustrel classificou a reabertura da loja dos CTT na “vila mineira” como “uma vitória de Aljustrel, das pessoas e da sua persistência, mas também uma vitória do Município” e “um sinal para o Interior”.
“A empresa acaba por dar aqui um sinal junto daqueles que são os clientes dos CTT, mas também um sinal para Aljustrel, que foi um dos primeiros locais de reabertura. Isso demonstra também a vitalidade deste concelho e a capacidade que temos de justificar, com a nossa dinâmica local, a reabertura desta estação”, acrescentou Nelson Brito.
O autarca socialista adiantou ainda que com a reabertura da loja dos CTT vai cair a acção judicial intentada pela Câmara Municipal na altura do seu encerramento, no final de 2018.
“Aquilo com que nos comprometemos é que reaberta esta estação, e cumpridas as reivindicações de Aljustrel, iríamos obviamente retirar a acção. É um assunto que está encerrado”, concluiu Nelson Brito.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima