Um rio cheio de potencial!

Quinta-feira, 25 Julho, 2019

Carlos Pinto

director do correio alentejo

OGuadiana é um dos três maiores cursos de água que desaguam em Portugal, rasgando o território transtagano de norte para sul, desde a Extremadura espanhola até ao Algarve. São quilómetros e quilómetros de paisagens de uma beleza única e de suster a respiração, como o Alqueva, o Pulo do Lobo ou a vila de Mértola, porventura o mais belo dos “postais” que é possível tirar do rio: o castelo altaneiro a beijar o céu e deitado no casario branco, enquanto lá em baixo correm as águas plácidas do rio.
Todo este “quadro” possui, por si só, um potencial turístico-económico extraordinário do qual não se tem conseguido tirar o devido proveito, com prejuízos evidentes para todos os mertolenses.
Há anos (muitos mesmo) que se fala no desassoreamento do Guadiana até à “vila museu”, o que permitiria que embarcações partissem de Vila Real de Santo António e atracassem em Mértola. Sobre esta questão tem havido muitas negociações, pressões, avanços, recuos, hesitações e ponderações. Tudo sem efeitos práticos. Até agora! Isto porque o anúncio feito recentemente pela ministra do Mar no Pomarão permite acalentar a esperança que, em 2021, o Guadiana vai ser finalmente navegável até Mértola.
Se assim for, será seguramente um momento marcante para este concelho e para esta região, que ganharão uma ainda maior atractividade turística.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Em Destaque

Últimas Notícias

Role para cima