Quaresma

Quinta-feira, 17 Setembro, 2020

Teresa Chaves

presidente da Cáritas de Teja

A Quaresma que este ano começa no dia 22 de Fevereiro (quarta-feira de cinzas) é um período de quarenta dias – exceptuando os domingos – marcado por apelos ao jejum, partilha e penitência, que serve de preparação para a Páscoa, a principal festa dos cristãos. Todos os anos o Santo padre e os bispos escrevem uma nota pastoral dando orientações aos cristãos e relembrando a oportunidade de reflectir mais uma vez sobre o cerne da vida cristã: o amor. Este ano o santo padre propõe alguns pensamentos tendo como base um texto bíblico: “Prestemos atenção uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e às boas obras”. Diz o santo padre que a atenção ao outro inclui que se deseje, para ele ou para ela, o bem sob todos os seus aspectos: físico, moral e espiritual. O bem é aquilo que suscita, protege e promove a vida, a fraternidade e a comunhão. Prestar atenção é um convite a fixar o olhar no outro, a não se mostrar indiferente ao destino dos irmãos. Para se estabelecerem relações de verdadeira fraternidade. E essa relação inclui a correcção fraterna. Mas infelizmente, muitas vezes prevalece o contrário, diz o Papa, a indiferença, o desinteresse, que nascem do egoísmo, mascarado por uma aparência de respeito pela “esfera privada”. Já o Papa Paulo VI afirmava que “o mundo está doente. O seu mal reside na crise de fraternidade.” Devemos sempre ser capazes de “ter misericórdia” por quem sofre. Deste modo se compreende a bem-aventurança dos que choram (Mt5,4) de quantos são capazes de sair de si mesmos porque se comoveram com o sofrimento alheio. O encontro com o outro e a abertura do coração às suas necessidades são ocasião de salvação e de bem-aventurança. Mas não nos podemos esquecer que a correcção fraterna também é um gesto de amor. Não devemos ficar calados diante do mal. A comunhão leva-nos a estar profundamente unidos uns com os outros, tanto no bem como no mal. Tanto o mal como as obras de amor têm uma dimensão social e influenciam a vida de cada um de nós. Que nesta quaresma o bem prevaleça e que possamos dar o nosso contributo para que o mundo se torne um pouco melhor.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Em Destaque

Últimas Notícias

Role para cima