Primeiro aniversário do Voo inaugural do aeroporto de Beja

Quinta-feira, 17 Setembro, 2020

Aníbal Reis Costa

Presidente da Câmara Municipal de Ferreira do Alentejo

Foi assinalado, na semana que passou, o primeiro aniversário do voo inaugural com partida do aeroporto de Beja, com destino à Cidade da Praia, em Cabo Verde, promovido pela Câmara Municipal de Ferreira do Alentejo (CMFA).
Se é um facto que a data ficará para sempre na história do aeroporto (e consequentemente da região), não é menos certo, que ficará sendo associado a um Município que, em conjunto com mais de 60 entidades e quase três anos de preparação, o desenvolveu sem ter para isso despendido um único cêntimo. Foram plenamente atingidos os dois objetivos que tinham sido referidos na altura: visibilidade/futuro da infra-estrutura aeroportuária e geminação com a cidade de S. Filipe, na Ilha do Fogo.
Desenvolveram-se in0úmeros contactos com Cabo Verde, tendo as televisões mais vistas naquele país (TCV e RTP África) realizado uma cobertura de grande nível e que projectou a imagem do aeroporto e da região para fora do país. Foram dinamizadas reuniões com a embaixada de Cabo Verde em Portugal, a AICEP Portugal Global, com a ASA (congénere Cabo Verdiana da ANA), como forma de maior envolvência de diversas entidades em todo o processo, tendo como pano de fundo a internacionalização de empresas na área de influência do aeroporto (e que ainda continua). Os próprios contactos com a TACV (transportadora aérea responsável pelo voo) serviram (e servem) para avaliar as possibilidades de maior envolvimento da empresa no futuro tráfego aéreo do aeroporto. Pudemos assistir à primeira visita (promovida pela ANA com a CMFA) de operadores turísticos ao aeroporto (Abreu, Soltrópico, Solférias e Sonhando) que ficaram deslumbrados e extremamente bem impressionados pelas condições oferecidas, manifestando, desde logo, disponibilidade para a consolidação de estratégias comerciais que pudessem ser definidas. Integrámos a chamada “Parceria Geoestratégica”, conjuntamente com os municípios de Alvito, Beja, Cuba e Vidigueira, com vista a uma cooperação estratégica em torno dos projetos-âncora regionais (entre os quais o aeroporto), tendo como objectivo o desenvolvimento económico sustentável. Manifestámos, ainda, já durante este ano, a intenção em integrar o eventual (!) Grupo de Trabalho do Aeroporto de Beja, mencionado pelo secretário de Estado dos Transportes, aquando da sua visita a Beja (Dezembro de 2011). No Facebook, o grupo de discussão “Contra a Construção do Novo Aeroporto de Lisboa e a Favor do Aeroporto de Beja” é já um dos maiores a nível nacional, nesta rede social, contando com mais de 7.000 membros…
Iremos desenvolver, já na próxima semana, a 24 de Abril, em conjunto com patrocinadores privados (SEM CUSTOS PARA A CMFA!) uma iniciativa, porventura bastante mediática, denominada “Voo Ano Europeu do Envelhecimento Activo”, em que 70 idosos de todas as freguesias do concelho de Ferreira do Alentejo, re0alizarão uma viagem até ao aeroporto de Faro, com saída do aeroporto de Beja. O nosso contributo para o envolvimento da população idosa na dinamização do aeroporto. Estão ainda previstas, ao longo deste ano, visitas de muitos outros idosos do concelho, como forma de se criar uma maior identificação com o projecto.
Tendo o Município de Ferreira do Alentejo dedicado o ano de 2012 ao empreendedorismo (com inauguração prevista, no último trimestre deste ano, do Ninho de Empresas de Ferreira do Alentejo) também foi com redobrada satisfação que soubemos da intenção de um operador turístico, denominado “Amo Viagens”, em sediar-se em Ferreira do Alentejo, como “base de operações turísticas” que se realizarão a partir do aeroporto de Beja. Este novo operador desafiou a Câmara Municipal a associar-se a um projeto arrojado na área do desenvolvimento turístico. Concebido por um empresário com dezenas de anos de experiência em turismo e aviação, aquele projecto pretende promover voos não regulares com rotações ligadas a destinos europeus e extra-europeus e irá trabalhar como alavanca de novos projetos desenvolvidos por empresas estrangeiras dispostas a assumir riscos partilhados em torno da aviação.
Em conclusão, podemos dizer aos que frequentemente se referem depreciativamente ao “nosso” aeroporto de Beja (infelizmente também dentro da nossa região) que poderiam fazer mais (se é que querem)… e falar menos!
Aproveito para desafiar também todas as outras autarquias e demais agentes económicos e sociais da região, com influência directa do aeroporto de Beja nos seus territórios, a promoverem iniciativas que confiram maior visibilidade ao aeroporto, com toda a vontade, determinação e necessidade darem o seu directo contributo para a afirmação deste pilar fundamental para o desenvolvimento da nossa região… é o que nós em Ferreira, com a colaboração da ANA – Aeroportos de Portugal, temos feito e continuaremos a fazer…!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Em Destaque

Últimas Notícias

Role para cima