Portugueses vão contribuir para uma nova narrativa para a Europa

Segunda-feira, 17 Novembro, 2014

Maria de Aires Soares

Chefe da Representação da Comissão Europeia em Portugal

As últimas eleições para o Parlamento Europeu demonstraram que as novas gerações precisam de uma história da Europa contada de forma diferente que os identifique mais com a União Europeia e com os seus direitos enquanto cidadãos europeus. Numa altura em que enfrentam o desemprego e o aumento das desigualdades, há necessidade de algo novo que os aproxime mais do projeto europeu e os leve a participar mais ativamente na vida europeia.
A Comissão Europeia decidiu assim lançar o projeto “Uma Nova Narrativa para a Europa”. E não se pense que o facto de este ser um momento de crise e de questionamento dos valores europeus pode ser um obstáculo. O atual contexto apenas vem reforçar a necessidade desta nova forma de olhar a Europa.
E quem pode ajudar a construir esta nova história? Todos nós, mas em especial as gerações mais novas. E é por esta razão que o projeto vai ser lançado, entre outros lugares, em escolas, instituições de ensino superior e centros culturais. O objetivo é ir ao encontro dos cidadãos, mas de uma forma mais profunda.
Em Portugal, as iniciativas vão envolver cerca de 50 entidades e vão ser desenvolvidas a partir de agora até Maio de 2015. Os jovens, mas também os artistas, intelectuais e cientistas serão o público-alvo central. Será essencialmente a estes que serão pedidos contributos, propostas, ideias para redesenhar e reescrever a narrativa da Europa. Estão previstas algumas centenas de aulas-debate em estabelecimentos de ensino, concursos desenvolvidos para Clubes Europeus das escolas e debates com base no modelo "Café Europa". Os portugueses, em geral, poderão igualmente contribuir através de debates a realizar em centros culturais ou escrevendo diretamente para a plataforma digital (www.novanarrativa-europa.eu) onde serão colocados todos os contributos. No final será editado um livro, com o contributo português para a narrativa europeia, a apresentar em Maio de 2015. Serão ainda organizadas conferências e criado um grupo de reflexão, composto por personalidades portuguesas de relevante notoriedade intelectual, científica e cívica. As atividades de reflexão a desenvolver serão subordinadas ao tema “Pensar, refletir e agir pela Europa”.

O pilar do projeto português é a Declaração "O Corpo e a Mente da Europa" que resultou dos trabalhos do Comité Cultural criado a nível europeu. Esta Declaração, que funcionará como catalisador das discussões, contou com os contributos de duas dezenas de artistas, intelectuais, cientistas e representantes do mundo académico de toda a Europa. Entre estes encontra-se Luísa Taveira, diretora da Companhia Nacional de Bailado.

A declaração defende a necessidade de um “novo renascimento”, onde se preste mais atenção à diversidade cultural e ao cosmopolitismo e pluralismo e onde as cidades “devem procurar tornar-se capitais de cultura, melhorando a vida de todos os europeus”.
Para que haja mudança precisamos de saber que histórias querem os cidadãos europeus escrever sobre a Europa. Participar é contribuir para desenhar o caminho que nos leva à Europa que desejamos para nós e para as novas gerações. Contamos com as vossas propostas que desde já agradecemos.

(*) Chefe da Representação da Comissão Europeia em Portugal

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Em Destaque

Últimas Notícias

Role para cima