Estado novíssimo

Quinta-feira, 17 Setembro, 2020

Margarida Janeiro

jornalista

Manelinho era um menino franzino, magro de peles secas, porém habilidoso de mãos e melhor de intelecto. Sábio nas contas e virtuoso nas letras. Bom aprendiz, obediente e esforçado.
Jornal Pátria O reitor da Universidade Católica Portuguesa, Manuel Braga da Cruz, apelou à revisão do sistema de financiamento do ensino superior, defendendo um “aumento das propinas a pagar pelas famílias”, pois segundo o mesmo “a sociedade, as empresas, as famílias e os estudantes têm responsabilidades inalienáveis e não podem empurrar para as costas do Estado a obrigação quase exclusiva de financiar a universidade”.
Os pais de Manelinho são gente de trabalho honesto, posse modesta, poupada subsistência e discreta caridade.
Canal Único Pedro Passos Coelho diz que “muitos europeus viveram na ilusão de que ainda eram ricos por terem podido comprar muitos produtos baratos vindos do Oriente”.
Alzirinha, mãe de Manelinho, toda uma vida de trabalho enchendo-lhe o corpo, as artroses e as varizes, criatura mergulhada em conformismo penitencia-se pela tentação de ter ido à loja das chinesas.
Rádio Portuguesa O banco de horas vai ser implementado sem negociação colectiva, intervenção sindical ou das comissões de trabalhador; os intervalos de descanso também podem vir a ser alterados; o trabalho em dias de folga e feriados, assim como as horas extraordinárias, vão ter uma retribuição muito mais baixa; o acordo prevê a redução de três a quatro feriados obrigatórios e acaba a possibilidade de majorar em três dias as férias dos trabalhadores.
José Amargo, pai de Manelinho, é homem criativamente esvaziado e orientado para o alinhamento social. Criatura de vistas estreitas, vê-se transformado num ser convenientemente amestrado para a letargia.
Crónicas Matutinas A direcção de informação da rádio pública anunciou a sua demissão, na sequência da suspensão de “Este Tempo”, transmitido na Antena 1, depois de Pedro Rosa Mendes, um dos colunistas, ter criticado o governo de Angola e o programa da RTP 1 “Reencontro”, emitido a partir de Luanda.
José Amargo, sua esposa e seu filhinho Manelinho encarnam bem a diferença entre uma família ambiciosa e exigente e outra desregrada e irresponsável e, em vez de se lamentarem por causa do Carnaval, lançam mãos à obra e ao trabalho duro.
You Tube Espaço Nação O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, afirma “há pessoas que ainda continuam a viver como se não fossem pobres” e acrescenta ralhando: “para garantir a sustentabilidade do país teremos de nos cingir ao indispensável, pois «só é possível financiar crescimento com poupança» e nisto os portugueses tem que ser “mais exigentes”, “menos complacentes” e “menos piegas”.
Ou como diria o doutor Salazar a todos os Manelinhos “agradeço à providência a graça de ser pobre”.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Em Destaque

Últimas Notícias

Role para cima