Alentejo está na moda. E bem!

Quinta-feira, 5 Janeiro, 2017

Carlos Pinto

director do correio alentejo

O ano de 2016 terminou com resultados extraordinários para o turismo na região do Alentejo. Segundo dados do Instituto Nacional de Estatística, citados pela própria entidade regional de turismo, a região recebeu ao longo do último ano cerca de 1,5 milhões de dormidas nas suas diversas unidades hoteleiras (e sem contar com todos aqueles que ficam nos inúmeros equipamentos de turismo rural que existem ou nos parques de campismo). Mas há mais: em 2016 o número de visitantes portugueses que escolheram o Alentejo para passar férias ou gozar alguns dias de descanso aumentou 10,2% face a 2015, assim como cresceu o número de turistas alemães (22,1%), espanhóis (19,4%) e italianos (18,4%) que passaram pela região.
Resumindo, o Alentejo está (felizmente) na moda! E se o turismo é cada vez mais um sector determinante para a economia nacional, o facto de a região se encontrar na “linha da frente” nesta área no quadro geral de Portugal deixa antever um futuro com maior esperança para todos aqueles que vivem e investem neste território.
Mas não há bela sem senão. E no caso concreto do turismo, existem duas questões essenciais que devem estar bem presentes entre todos. Por um lado, entre os agentes turísticos e os responsáveis pelo sector, deve continuar a trabalhar-se no sentido de um turismo com qualidade e sustentável, que evite as indesejadas massificações. Por outro lado, entre os governantes, deve existir a noção de que para a região continuar a ser atractiva para turistas (e não só) não pode continuar a ficar sem valências e serviços. Se estas duas questões forem bem ponderadas por ambas as partes, certamente que o turismo no Alentejo continuará a crescer. Para bem da região e para bem do país.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Em Destaque

Últimas Notícias

Role para cima