A afirmação de uma região

Quinta-feira, 23 Julho, 2020

Carlos Pinto

director do correio alentejo

São algumas as formas de afirmar uma região. Desde logo pela sua cultura, tradições e espírito de comunidade (e não é por acaso que esta variante surge em primeiro lugar). Mas também pelo “peso” da sua economia e do valor acrescentado que a mesma gera, pelo ambiente e condições naturais ou, inevitavelmente, pela política. Porque, ao fim e ao cabo, tudo é política.
Vem isto a propósito da revelação feita nesta edição do “CA” pelo novel presidente da Federação do Baixo Alentejo do PS, Nelson Brito, garantindo que a região terá um candidato próprio e assumidamente baixo-alentejano nas eleições para a presidência da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Alentejo, agendadas já para Setembro. “É nossa obrigação defender que o próximo presidente da CCDR seja um baixo-alentejano, porque é justo que o seja, porque é oportuno que o seja e porque tenho a certeza que os baixo-alentejanos não esperam outra coisa de nós”, advoga [ver página 6].
Independentemente do sucesso que esta candidatura venha a ter nas eleições, ela surge no tempo certo e é indispensável. Porque numa região com tantas potencialidades como o Baixo Alentejo – que vão da agricultora ao sector mineiro, do turismo à aeronáutica – está na hora da mesma se afirmar em definitivo, assumindo a sua identidade própria e traçando metas concretas (e há muito adiadas).

2. A Somincor celebra nesta sexta-feira, 24 de Julho, 40 anos de existência. Quatro décadas que transformaram completamente a região – nomeadamente o concelho de Castro Verde e municípios limítrofes – e que fazem desta uma empresa de referência mundial em vários planos (mesmo que nem todos se tenham ainda apercebido de tal). Parabéns Somincor!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Em Destaque

Últimas Notícias

Role para cima