Carlos Moedas na administração da Fundação Calouste Gulbenkian

Carlos Moedas na administração

O bejense Carlos Moedas, antigo comissário europeu e ex-secretário de Estado no Governo de Pedro Passos Coelho, foi eleito esta semana como novo membro executivo do conselho de administração da Fundação Calouste Gulbenkian.
De acordo com fonte oficial da instituição, Moedas foi eleito “por unanimidade”, passando a integrar a equipa liderada por Isabel Mota e composta ainda por Martin Essayan, José Neves Adelino e Guilherme de Oliveira Martins (administradores-executivos), Emílio Rui Vilar, Graça Andersen Guimarães, António Feijó e Pedro Norton (administradores não-executivos).
Natural de Beja, Carlos Moedas tem 49 anos e é licenciado em Engenharia Civil pelo Instituto Superior Técnico, tendo também um MBA pela Harvard Business School. Começou a sua carreira como engenheiro no Grupo Suez, em Paris, e foi quadro da Goldman Sachs e do Deutsche Bank, em Londres. Depois, a partir de 2011, passou pelo Governo e em 2014 assumiu o cargo de comissário europeu da Investigação, Ciência e Inovação.
Carlos Moedas toma posse como novo administrador executivo da Fundação Calouste Gulbenkian no dia 7 de Janeiro, na sede da instituição.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima