Câmara de Castro Verde lança “Orçamento Participativo”

Câmara de Castro Verde

Dar aos castrenses a possibilidade de “proporem e decidirem as obras” que querem ver realizadas no concelho é o grande objectivo do projecto “Orçamento Participativo” (OP), que a Câmara de Castro Verde se prepara para lançar.
A iniciativa arranca já no mês de Julho e, segundo o presidente da autarquia, pretende ser “um mecanismo de promoção da cidadania activa e de democracia participativa e voluntária, que assenta na consulta directa aos cidadãos, dando-lhes a oportunidade de propor e eleger projectos de interesse para o concelho”.
O objectivo, continua António José Brito, é “aproximar os munícipes das políticas públicas municipais através da recolha e integração de propostas de utilidade colectiva no orçamento municipal” do próximo ano, estando definido um montante total de 40.000 euros “para as acções de 2020”.
Espaço público e espaços verdes; Urbanismo; Cultura e Desporto; Acção Social, Educação e Juventude; Modernização Administrativa; Trânsito, Infra-estruturas e Mobilidade; Higiene Urbana; Turismo, Desenvolvimento Económico e Ambiente são as áreas em que podem incidir as propostas a apresentar pelos munícipes.
Poderão participar no OP de Castro Verde todos os cidadãos, com idade igual ou superior a 16 anos, estudantes, residentes ou recenseados no concelho, sendo que uma primeira fase os cidadãos são convidados a apresentar as suas propostas de investimento público on-line ou durante as assembleias participativas. Posteriormente, serão votadas as propostas a concurso.
O projecto é apresentado publicamente na próxima quinta-feira, 13, às 21h00, no Fórum Municipal de Castro Verde, seguindo-se sessões de apresentação à população em Entradas (17 de Junho), São Marcos da Atabueira (18 de Junho), Santa Bárbara de Padrões (24 de Junho) e Casével (25 de Junho).

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima