Vigília na Mina de São Domingos para pedir mais consultas médicas

Populares da localidade de Mina de São Domingos, no concelho de Mértola, realizam nesta sexta-feira, 30, uma vigília para exigir que a extensão de saúde desta localidade volte a funcionar três vezes por semana.

O protesto é promovido, a partir das 18h30, no largo junto à extensão de saúde, pela Comissão de Moradores da Mina de São Domingos.

Recorde-se que esta valência encerrou a 26 de março do ano passado e só reabriu no passado dia 21 de junho, mas funcionando apenas às quartas-feiras e não três vezes por semana, como anteriormente.

Segundo anunciou a Câmara de Mértola, a 16 de julho, são agora realizadas nesta extensão de saúde “10 horas de consultas pré-agendadas, num mesmo dia”, das 9h00 às 19h00.

“Estas 10 horas representam cerca de 35 consultas, em contraponto com as cerca de 50 semanais em anterior período de funcionamento do posto médico”, acrescentou.

Em declarações ao “CA”, o presidente da Comissão de Moradores da Mina de São Domingos, Joaquim Marques, argumentou que este horário de funcionamento é “insuficiente em termos de serviço” para uma população com “cerca de 800 pessoas”.

Nesse sentido, durante a vigília, a população vai exigir “a retoma do serviço que existia” até março de 2020, ou seja, consultas médicas “três dias por semana, com a presença de um médico e um enfermeiro”.

O encerramento da extensão de saúde de Mina de São Domingos levou o Parlamento a aprovar, no dia 20 deste mês, um projeto de resolução, apresentado pelo PCP, a recomendar ao Governo a reabertura, “de imediato”, do serviço, “procedendo à necessária dotação de recursos humanos”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima