Turistas brasileiros de visita ao Alentejo aumentaram 35% no último ano

Turistas brasileiros de visita ao Alentejo aumentaram 35% no último ano

Os turistas brasileiros no Alentejo aumentaram 35% em 2010, o que fez deste o segundo mercado externo para a região, à frente do inglês e atrás do espanhol, mantendo-se perspectivas de crescimento para este ano.
O aumento dos turistas do Brasil nesta região portuguesa foi realçado à por Vítor Fernandez Silva, presidente da Agência Regional de Promoção Turística do Alentejo, que espera um crescimento também este ano, embora sem arriscar estimativas.
“Qualquer meta que estabelecesse, iria ser ultrapassada”, afiançou o responsável pela entidade de promoção externa da região, igualmente vice-presidente da Entidade Regional de Turismo (ERT) do Alentejo.
No ano passado, apesar de a Espanha continuar a liderar a “lista” de turistas estrangeiros que elegem o Alentejo como destino de férias, o Brasil ocupou o segundo lugar e ultrapassou o mercado inglês.
“Temos assistido nos últimos anos, em Portugal e também na nossa região, a um crescimento muitíssimo grande do mercado brasileiro”, frisou Vítor Fernandez Silva.
Os turistas desta nacionalidade “já vinham ao Alentejo, mas ainda num número relativamente pequeno”. No ano passado, deu-se “um crescimento de 35%”, revelou.
Para potenciar este fluxo, a Agência Regional de Promoção Turística do Alentejo, que tem marcado presença em feiras no Brasil, promoveu no início do mês o seu primeiro “roadshow” naquele país, em quatro cidades que “têm um poder de compra mais interessante”: Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba e São Paulo!
“Este roadshow é também acompanhado por sete empresas da região, quase todas da área do alojamento”, disse Fernandez Silva, explicando que a acção pretende possibilitar aos empresários hoteleiros que, nas reuniões mantidas com operadores turísticos locais, possam “apresentar a sua oferta e preços” e consigam “fechar negócios”.
O turista brasileiro interessa ao Alentejo, frisou Vítor Silva, assegurando que, “durante os dois mandatos do presidente Lula da Silva”, a classe média daquele país “sofreu um incremento espectacular”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima