Tribunal de Beja condena a pena suspensa técnico da Câmara de Ferreira do Alentejo

Um técnico de informática da Câmara de Ferreira do Alentejo e o sócio-gerente de uma empresa de informática foram condenados, esta quarta-feira, 9, a penas de prisão suspensa pelo Tribunal de Beja, no âmbito do processo relacionado com viagens pagas à Turquia.

Segundo adianta a Agência Lusa, o sócio-gerente da empresa Ano – Sistemas de Informação e Serviços foi condenado a um ano e seis meses de prisão, com pena suspensa, tendo de pagar 2.000 euros aos bombeiros da área de residência.

Já o técnico informático na Câmara de Ferreira do Alentejo foi condenado a dois anos de prisão, com pena suspensa, tendo de pagar 1.000 euros aos bombeiros da área de residência.

A empresa Ano – Sistemas de Informação e Serviços, com sede na cidade do Porto, foi igualmente condenada ao pagamento de uma multa de 15 mil euros.

O processo está realizado com uma viagem à Turquia, realizada entre 15 e 21 de abril de 2015, financiada pela Ano e cuja comitiva integrava elementos de 18 entidades, sobretudo municípios, quando “decorriam negociações” com alguns delas.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Odemira promove cidadania ambiental

Alertar as comunidades “para o problema dos resíduos”, para que os cidadãos “se tornem agentes de mudança”, é o grande objetivo do projeto “A Rua

Role para cima