Roubos de azeitona aumentam no Alentejo

Roubos de azeitona

A Olivum-Associação de Olivicultores do Sul, com sede em Beja, está preocupada com o aumento de roubos de azeitona no Alentejo e pede às autoridades policiais um aumento da fiscalização em postos de recepção.
Em comunicado enviado ao “CA”, a Olivum “condena o funcionamento de postos de recepção de azeitona de carácter duvidoso, que aceitam todo o tipo de azeitona, muitas vezes sem documentação e de proveniência duvidosa, uma situação denunciada por vários dos olivicultores associados”.
A associação alerta ainda “para a urgência de actuação das diversas entidades competentes nos postos de recepção, assegurando que actuam de forma legal e cumprem os requisitos exigidos, assegurando o controlo da documentação e guias de transporte com identificação da proveniência do produto, conforme são cumpridos pelos olivicultores” que representa.
A Olivum recorda que na presente campanha “voltaram a ocorrer diversos roubos de azeitona no campo”, uma situação que “volta a condenar e alertar para a necessidade das entidades competentes agirem de forma eficaz”.
“Só controlando correctamente a documentação e entrega da azeitona nos postos de recepção e lagares é que será possível fazer parar os roubos, que surgem como consequência destas infracções”, conclui a Olivum.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima