Rodoviária do Alentejo vai suspender serviço em Ourique (ACT.)

Rodoviária do Alentejo vai

A empresa Rodoviária do Alentejo vai suspender os seus serviços em todas as freguesias do concelho de Ourique a partir da próxima segunda-feira, 23 de Setembro.
A denúncia partiu da CDU de Ourique, que em comunicado enviado para a redacção do “CA” manifesta a sua “frontal oposição a mais uma decisão unilateral e prepotente com enormes prejuízos para as populações”.
A situação levou mesmo o deputado do PCP eleito por Beja a apresentar na última quinta-feira, 12, na Assembleia da República um requerimento ao Governo, onde questiona o Ministério da Economia sobre a razão por que “são extintas de uma só vez todas as carreiras de um concelho”.
João ramos questiona ainda se “foram consultados os utentes e as autarquias do concelho de Ourique” antes da decisão ser tomada, se a Rodoviária do Alentejo “não tem obrigações de serviço”, se o Ministério “tinha conhecimento da suspensão das carreiras” e se a extinção de carreiras “é uma decisão unilateral da empresa ou precisa ser articulada com o Ministério”.
Entretanto, em comunicado, o candidato do PSD e do CDS à presidência da Câmara de Ourique considera tratar-se de uma situação “preocupante” e “provocada” pelo actual executivo municipal, “que, de forma irresponsável, adjudicou a outra empresa os transportes, mas que apenas garante os transportes dos estudantes, deixando de fora a restante população”.
Nesse sentido, Sérgio Marçal revela já ter solicitado uma reunião com a Rodoviária do Alentejo, “no sentido de tentar inverter esta situação”, adiantando que esta “já foi agendada e servirá para dar voz aos anseios da população que tanto necessita de ver assegurados os transportes de passageiros num concelho tão disperso como o de Ourique”.
Já esta segunda-feira, 16, em declarações à Rádio Castrense (Castro Verde), o presidente da Câmara de Ourique e candidato do PS à liderança da autarquia nos próximos quatro anos lamentou a posição da Rodoviária do Alentejo, considerando tratar-se de uma “tragédia” se vier a confirmar-se a suspensão deste serviço no concelho.
“É lamentável que se deixe as pessoas do interior do país desprotegidas”, vinca Pedro do Carmo, garantindo estar a trabalhar “em conjunto” com a Rodoviária do Alentejo numa solução para o problema.
“Mas quero deixar como presidente de Câmara uma garantia a todos os ouriquenses: se esta tragédia vier a confirmar-se, não fiquem preocupados porque o Município de Ourique irá assegurar o transporte rodoviário dentro do concelho a todos os munícipes que o queiram e sem custos”, afiança o edil ouriquense.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima