PS de Beja contesta Orçamento do Estado que penaliza desenvolvimento do distrito

PS de Beja contesta Orçamento do Estado que penaliza desenvolvimento do distrito

O PS de Beja acusou esta segunda-feira, 24, o Governo de penalizar o desenvolvimento do distrito com o Orçamento do Estado para 2012, que adia a conclusão do Alqueva e não inclui medidas para o aeroporto e para as ligações ferroviárias locais.
"O Orçamento do Estado para 2012, proposto pelo Governo PSD-CDS, insiste, lamentavelmente, no adiamento e no atraso da conclusão do empreendimento de Alqueva, ignorando a programação existente e consolidada", disse o deputado do PS eleito pelo distrito de Beja, Luís Pita Ameixa.
Segundo o deputado, que falava numa conferência de imprensa sobre o Orçamento do Estado para 2012, a situação "constitui uma inversão da política do Estado e uma forte penalização contra as condições de desenvolvimento económico" do distrito de Beja.
No que respeita ao aeroporto de Beja e às ligações ferroviárias ao distrito, o Orçamento do Estado para 2012 "não tem qualquer medida anunciada", lamentou o deputado, referindo tratar-se de uma "desconsideração muito preocupante", já que "não se vê que perspectiva o Governo tem" para a região.
Luís Pita Ameixa disse ainda que o Governo está a seguir "caminhos errados" em relação às autarquias e criticou igualmente a alteração na carga fiscal a aplicar às pequenas empresas.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima