Projecto da EDIA quer fixar licenciados e mestres em cinco aldeias ribeirinhas do Alqueva

Projecto da EDIA quer fixar licenciados e mestres em cinco aldeias ribeirinhas do Alqueva

Um projecto quer fixar, durante nove meses, 15 jovens licenciados e mestres em cinco aldeias ribeirinhas do Alqueva para procurarem soluções e criarem negócios capazes de dinamizar a economia das localidades e as potencialidades criadas pela albufeira.
O projecto "Aldeias Ribeirinhas do Grande Lago Alqueva", que deverá arrancar no próximo mês de Setembro, abrange quatro aldeias do distrito de Évora – Capelins (Alandroal), Luz (Mourão), Alqueva (Portel) e Campinho (Reguengos de Monsaraz) – e uma do distrito de Beja – Povoa de São Miguel/ Estrela (Moura).
Em comunicado, a Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas do Alqueva (EDIA), uma das entidades promotoras, explica que o projecto pretende procurar "soluções inovadoras e sustentáveis" para "dinamizar económica, social e culturalmente" as aldeias e "as potencialidades criadas pelo Grande Lago Alqueva".
Para tal, o projecto pretende fixar, durante nove meses, jovens licenciados e mestres em várias áreas nas cinco aldeias, onde, através de estágios profissionais, irão desenvolver as suas competências e "envolver-se na vida" das localidades para "perceber" as suas potencialidades e criar negócios e projectos empresariais sustentáveis a longo prazo.
Os negócios e os projectos empresariais, que deverão potenciar os recursos, a cultura e as tradições locais e ser uma "mais-valia" para as cinco aldeias, terão de ser criados através de uma "estratégia coerente e fortemente articulada com as populações e os recursos endógenos".
O projecto, que também é promovido pela Associação Transfronteiriça dos Municípios das Terras do Grande Lago Alqueva, está "dependente" da aprovação da candidatura a apresentar ao Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) e sem a qual ficará "sem efeito", refere a EDIA.
O trabalho desenvolvido pelos participantes, que irão receber uma bolsa do IEFP, será acompanhado diariamente por um orientador de estágio e apoiado por duas comissões, uma técnica e outra de acompanhamento.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima