Presidente da Câmara de Beja critica “alarmismo” da CDU sobre museus

Presidente da Câmara de Beja critica “alarmismo” da CDU sobre museus

O executivo da Câmara de Beja, liderado pelo socialista Jorge Pulido Valente, acusa os vereadores eleitos pela CDU de fazerem um “puro aproveitamento político” das questões relativas ao Museu Regional Rainha D. Leonor e ao Núcleo Visigótico da cidade.
“As notícias postas a circular pelos vereadores da CDU deixam no ar uma ideia relativamente ao estado de conservação do edifício que em nada corresponde à realidade, procurando também atirar para cima desta autarquia responsabilidades e culpas que não tem”, vinca o executivo em comunicado.
Em causa estará o estado dos dois espaços, ambos visitados esta semana pela equipa de Pulido Valente, que se fez acompanhar do director do Museu Regional e pôde constatar no terreno “a necessidade de pequenas intervenções de manutenção e conservação que têm que ser realizadas anualmente devido às características do espaço”, mas nada que correspondesse “ao alarmismo lançado e às acusações infundadas da oposição”.
“O caso mais delicado é apenas o da casa de banho de serviço/ arrumos, instalação essa que não é aberta ao público”, vinca a nota da Câmara de Beja, que termina realçando “a importância que o património do Museu representa para Beja, para a região e para o país”.
Nesse sentido, a autarquia bejense “volta a manifestar a disponibilidade para colaborar na resolução do problema, apontando para a necessidade de todos os actores trabalharem construtivamente para ultrapassar as dificuldades que os dias de hoje nos colocam”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima