Plataforma na Internet conta história da Mina de S. Domingos

Plataforma na Internet conta

Cerca de 250 documentos sobre a Mina de São Domingos já estão disponíveis na Internet, através de uma plataforma que visa promover o património local.
O Centro de Estudos da Mina de Sâo Domingos (CEMSD) "visa, essencialmente, a divulgação e a promoção do património, material e imaterial, da Mina de São Domingos, facilitando o acesso a documentação histórica e técnica de forma aberta e gratuita", explicam os promotores, no sítio de Internet do projecto, disponível em http://ambitare.com/msd.
"Devido às suas especificidades, sociais e históricas", a Mina de São Domingos, no concelho de Mértola, "foi e continua a ser alvo de grande interesse académico e objecto de estudo", explica o coordenador do projecto, Luís Baltazar, num comunicado enviado à Agência Lusa.
No entanto, "nem sempre é fácil encontrar os muitos documentos essenciais" aos estudos e que foram produzidos ao longo da história da mina e que actualmente estão "dispersos por inúmeros espólios e arquivos, públicos e privados, em Portugal e no estrangeiro", frisa.
Para "facilitar" o acesso a documentos e "acrescentar conhecimento" sobre a Mina de São Domingos, explica, um grupo de pessoas criou o CEMSD, uma plataforma para permitir "a partilha integrada da informação existente na Internet sobre o assunto" e que "todos os interessados despendam menos tempo" a pesquisá-la.
O CEMSD, que está "acessível a todos sem qualquer tipo de restrição", dispõe, actualmente, de cerca de 250 documentos, "alguns de extrema raridade e, até agora, de difícil acesso por via electrónica", como bibliografia geral, reportagens, estudos e relatórios, vídeos, imagens e mapas sobre a Mina de São Domingos.
Segundo Luís Baltazar, o CEMSD pretende também funcionar como um "elo" entre os interessados em efectuar estudos e trabalhos, académicos, jornalísticos ou de qualquer outra natureza, e os interlocutores locais.
O CEMSD pretende ainda "criar condições" para a realização de iniciativas, como encontros, palestras e colóquios, sobre o passado, o presente e o futuro da Mina de São Domingos, para "contribuir para o desenvolvimento da localidade e da região".

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima