PCP: Jerónimo de Sousa critica duramente Cavaco Silva em Santiago do Cacém

PCP: Jerónimo de Sousa critica duramente Cavaco Silva em Santiago do Cacém

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, considerou domingo à tarde que a proposta de Cavaco Silva de definir o Serviço Nacional de Saúde “em conformidade com os rendimentos” é “uma indecência”.
Durante a cerimónia de inauguração do Hospital da Misericórdia de Loulé, na passada sexta-feira, o Presidente da República defendeu que o Estado deve delegar noutras organizações, como as misericórdias, a prestação de serviços de saúde quando não tenha capacidade de assegurar com qualidade e eficácia e que os cidadãos com mais rendimentos devem contribuir mais.
Hoje, durante a festa de Verão do PCP em Santiago do Cacém, Jerónimo de Sousa afirmou que tal “viola a Constituição da República [Portuguesa]”, por ir “contra” o “princípio universal, geral e tendencialmente gratuito” da Saúde aí consagrado.
“Ouvir o Presidente da República tomar uma posição contra a constituição, que jurou cumprir e fazer cumprir é, no mínimo, uma indecência”, sustentou.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima