PCP faz críticas ao Orçamento do Estado

PCP faz críticas ao

O PCP tece críticas ao Orçamento do Estado (OE) para 2019, aprovado na passada semana na especialidade, considerando que este deixa “de fora investimentos estruturantes para o desenvolvimento” do Baixo Alentejo.
Em conferência de imprensa realizada em Beja nesta segunda-feira, 3, o deputado do PCP eleito por Beja elogiou o caminho percorrido nesta legislatura, que permitiu inverter a tendência “de perda e liquidação de direitos”, ainda que não tenha trazido “a resposta necessária a um conjunto significativo de investimentos indispensáveis ao desenvolvimento regional”.
“E o OE para 2019 por iniciativa do Governo e do PS também não o fez”, disse João Dias, acrescentando: “Contudo foi possível em sede de discussão na especialidade introduzir algumas melhorias ao OE, nomeadamente no que respeita à eletrificação da linha férrea entre Casa Branca e Beja e a melhorias das instalações do Hospital de Beja”.
“Ainda que, pela forma como está considerado no OE, tudo isto poderá não passar de intenções. Entendemos que o engano continua e aquilo que o PS e o Governo querem fazer, no caso da electrificação da linha entre Casa Branca e Beja, é apenas encomendar o estudo do projecto, muito longe do que é preciso fazer e assim respondem ao constante no OE. ‘Assumir como prioridade’ não é o mesmo que a concretizar em 2019”, vincou o deputado comunista.
João Dias criticou ainda “posturas e comportamentos demagógicos por parte dos outros deputados da região”, considerando que “fica mal aproveitar-se do trabalho dos outros quando o poderiam ter feito, quer agora no OE, quer durante os outros anos com iniciativas concretas”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima